Menu
segunda, 12 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
MOBILE - Ambiental MS Pantanal - Aegea
Geral

Agentes apreendem celulares e droga em presídios de MS

25 julho 2016 - 16h36Gesiane Medeiros
Não houve reegistro de apreensão em Corumbá. Foto: Agepen

Vistoria de rotina realizada por agentes penitenciários no pavilhão 3 da Penitenciária de Dois Irmãos do Buriti (PDIB), nesta segunda-feira (25), resultou na apreensão de 15 celulares, além de carregadores, fones de ouvido e algumas porções de maconha e cocaína.

Segundo o diretor da PDIB, Paulo Inverso Elias, a realização constante de revistas na unidade é de suma importância para a manutenção da disciplina. “Acreditamos que, com esses procedimentos rotineiros, é possível manter o controle de materiais ilícitos”, destaca. “E, graças ao empenho da equipe e ao trabalho de qualidade, iremos continuar evitando o uso pelos detentos de itens proibidos “, completa.

Bataguassu

Os servidores também realizaram  hoje revista de rotina na Galeria B do Estabelecimento Penal de Bataguassu (EPB). Durante a ação, foram apreendidos três aparelhos de telefone celular e uma bateria.

De acordo com o diretor do EPB, Etamar Cardoso Cavalheiro, os agentes realizam diariamente vistorias na unidade. “Sem esse empenho dos agentes, seria mais difícil, do que já é, evitar que os internos tenham acesso a materiais ilícitos dentro unidade prisional”, afirma.

Três Lagoas

Agentes penitenciárias do Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas (EPFTL) aprenderam na última sexta-feira (22) dois cartões de memória e dois chips escondidos dentro do uma bíblia, em uma das celas do presídio.

Nenhuma das três internas que estavam na cela assumiu a propriedade dos objetos proibidos. Segundo a direção do presídio, foi aberto procedimento disciplinar para apurar as circunstâncias do fato. As reeducandas estão isoladas em cela disciplinar.

O diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia, elogiou a atenção dos servidores e destacou que o monitoramento constante faz parte das ações da instituição para coibir o uso de ilícitos pelos detentos e detentas de todas as unidades prisionais do Estado. Conforme Stropa, o grande número de apreensões que vêm sendo registradas demonstra a preocupação por parte dos agentes penitenciários. “Comprova o compromisso assumido por esses profissionais em buscar, continuamente, a segurança e a paz social”, finaliza.

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Novas variantes P1 e P2 em circulação no MS tem maiores índices de contaminação
POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no bairro Maria Leite
GERAL
Sindicato Rural de Corumbá contesta o relatório dos incêndios no Pantanal do MP
SAÚDE
Corumbá inicia a primeira etapa e vacinação contra Influenza
GERAL
Alterações no Código Brasileiro de Trânsito começam a valer
FECHAMENTO DA FRONTEIRA
Comerciantes amanhecem com protesto na Fronteira Brasil-Bolívia
GERAL
Receita adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda
MUDANÇAS NO CTB
Agora, crianças com até dez anos dependem de altura para uso de cadeirinha
GERAL
Carro sai da pista na BR 262 e passageiro fica ferido
GERAL
Acidente deixa condutor de moto ferido no Popular Velha

Mais Lidas

POLICIAL
Marido ameaça mulher, quebra objetos da casa e põe culpa em macumba
POLICIAL
Casal vai para a delegacia após briga no Popular Nova
SAÚDE
Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza terá início na próxima segunda
POLICIAL
PM captura foragido e aborda motociclista sem CNH no Guaicurus