Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021
Andorinha Dezembro
Mobile - Andorinha Dezembro
Geral

Aeroporto de Bonito é preparado para ampliar a capacidade de operações

19 outubro 2021 - 08h53Portal do Governo do MS

Com os investimentos do Governo do Estado, o aeroporto estadual de Bonito será um dos poucos aeródromos com certificação no Brasil, ampliando a capacidade de voos para o principal destino de ecoturismo e garantindo segurança operacional e mais conforto e comodidade aos passageiros. Técnicos do Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) inspecionaram os novos equipamentos instalados e obras físicas como parte do processo de homologação. 

O aeroporto de Bonito está sob a administração do Estado desde junho de 2017, após rompimento do contrato de concessão a uma empresa privada. A gestão, operacionalização e manutenção é de responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura, por meio da Superintendência Viária. A intervenção administrativa do Estado foi fundamental para manter o aeroporto em operação e captar recurso federais para adequações na pista e no terminal. 

“Os investimentos foram essenciais para fomento ao nosso turismo”, afirma o governador Reinaldo Azambuja. “Se não fosse a parceria da Secretaria de Aviação Civil, estaríamos praticamente com a interdição do aeroporto. Isso criaria um problema enorme no fluxo de turistas para a região. Turismo é emprego, movimentação econômica, geração de oportunidades, e estamos ampliando o número de voos para Bonito”, acrescenta. 

Logística e segurança 

A instalação de novos equipamentos, como o sistema PAPI (Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão), e as reformas nas áreas internas e externas do aeroporto para atender as normas da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), ocorreram paralelamente às gestões do Estado para atrair novos voos. Uma das ações para o fortalecimento e promoção do turismo regional foi o Programa Decola MS, com a redução da alíquota de ICMS do querosene. 

O PAPI é um sistema de auxílio visual à navegação aérea, que tem por objetivo informar os pilotos sobre a altitude ideal da aeronave na fase de aproximação para pouso. O equipamento é constituído por quatro aparelhos de iluminação, que são instalados na cabeceira da pista de pouso e decolagem. Já implantado, a tecnologia de ponta é o primeiro passo para homologar voos por instrumento no aeródromo, melhorando a logística de transporte com segurança. 

Os PAPIs são indispensáveis para segurança das operações com aeronaves com motor a jato, como os usados nas companhias aéreas”, explica Derick Machado, superintendente viário. “O Governo do Estado está investindo massivamente no aeroporto de Bonito para atender os requisitos da Anac e do Decea”, informa, citando obras de terraplenagem nas laterais da pista e na área de escape de aeronaves, pintura da sinalização horizontal de toda a pista e do pátio. 

Pátio do aeroporto recebeu nova sinalização, enquanto obras de ampliação do terminal de passageiros estão em execução. Foto: Edemir Rodrigues

Voos internacionais 

Os investimentos somam mais de 4 R$ milhões, entre recursos federais e do Estado, incluindo as obras de ampliação da seção de controle a incêndios, do Corpo de Bombeiros, e reforma do terminal de passageiros, em andamento. As adequações de infraestrutura (terraplenagem nas laterais da pista, de 2.000 metros de cumprimento, e na área de escape) foram executadas pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), ao custo de R$ 2 milhões. 

Foram realizados também o recapeamento e a drenagem da pista e das áreas de taxiamento e pátio das aeronaves. Também foram executados serviços de enleivamento e recomposição ambiental. “Ao término desse conjunto de obras, o aeroporto de Bonito estará pronto para passar pela certificação da Anac, em fase adiantada, e entrar no hall dos seletos aeroportos certificados no Brasil, o que deve ocorrer até o fim do ano”, realça Derick Machado. 

O novo sistema operacional e a ampliação do aeroporto geram uma expectativa muito grande no setor turístico da região (incluindo Jardim, Bodoquena e Miranda). “Vamos captar voos charters, no próximo ano, e receberemos futuramente voos internacionais de grandes emissores, como Paraguai e Bolívia, com a Rota Bioceânica”, projeta o empresário Augusto Mariano, presidente do Instituto de Desenvolvimento de Bonito (IDB). 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Crescimento
MS tem 37,9 mil trabalhadores formais a mais que antes da pandemia
Polícia
'Deu Zebra' não chega nem perto de donos do jogo do bicho e policiais se revoltam em Campo Grande
Meio Ambiente
Sanesul é cobrada para eliminar descarte de lodo na região do Porto Geral
Benefício
Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário
Infraestrutura
Recuperação de galeria no bairro cervejaria é urgente
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em queda acidental
Inédito
Bonito recebe primeiro voo em conexão direta com Congonhas nesta quinta-feira (02)
Habitação
Decreto regulamenta projeto Lote Urbanizado e cria novas regras e prazos
Rio Brilhante
Empresários que tiveram prisão decretada na operação 'Dark Card' estão foragidos
Jovens Empreendedores
Alunos de Escolas Municipais de Porto Murtinho expõem produtos desenvolvidos em sala

Mais Lidas

Alerta
Estudantes de medicina denunciam faculdade boliviana por aulas presenciais com casos de Covid
Desdobramentos
Universidade de medicina na Bolívia responde denúncia e concede exame virtual
Farsa
Bolivianos são presos ao tentavam ir para a Europa com documentos paraguaios
Cidade
Briga de casal termina com marido ferido por faca