Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Aegea Saneamento vence leilão da PPP para universalizar esgotamento sanitário em MS

23 outubro 2020 - 10h26G1MS

A Aegea Saneamento e Participações S.A., controladora da Águas Guariroba, concessionária que atende Campo Grande, venceu o leilão da licitação da parceria público-privada (PPP) de esgoto da empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul).

O leilão foi promovido na manhã desta sexta-feira (23), na sede da Bolsa de Valores brasileira (B3), em São Paulo.

A Aegea venceu o leilão com uma proposta de R$ 1,36/ m³, o que representou um deságio de 38,46% frente ao valor máximo previsto que era de R$ 2,21/m³.

A concessão é pelo prazo de 30 anos, mas em um período de 10 anos, segundo o governo do estado, o serviço de coleta e tratamento de esgoto deverá ser universalizado nos 68 municípios atendidos pela Sanesul.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) destacou que ocorreram enormes desafios e barreiras para viabilizar o projeto, mas que a iniciativa vai abreviar o tempo e possibilitar que o estado saia de 46% de cobertura com coleta e tratamento de esgoto nos municípios atendidos pela Sanesul para a universalização. “Isso é um ganho extraordinário para 1,7 milhão de pessoas em Mato Grosso do Sul”.

Azambuja destacou que essa universalização deve ser um dos legados ao fim do sem mandato e lembrou que na construção do PPP houve uma grande preocupação para construir uma modelagem que atendesse principalmente os pequenos municípios, que tem até 5 mil habitantes. “Será um ganho a população, a entrada do capital privado e sua associação ao poder público, para poder ofertar saneamento de qualidade”, destacou.

O leilão

Após avaliação da B3 e comissão de licitação, foram consideradas aptos a participar do leilão os consórcios Avançar BR e Cosams; e as empresas Aegea e Iguá.

As propostas apresentadas foram:

  • Aegea R$ 1,36/m³
  • Iguá R$ 1,70/m³
  • Avançar R$ 1,75/m³
  • Cosams R$ 1,58/m³

Conforme previsto no edital, como foram apresentadas mais uma proposta válida, o leilão seguiu para uma segunda etapa, em viva voz presencial, com três empresas credenciadas: Aegea, Cosams e Iguá.

Nesta etapa a Aegea manteve a proposta e não houve manifestações das concorrentes, sendo declarada a vencedora do certame.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida