Menu
segunda, 21 de junho de 2021
Assembleia de MS - Campanha Mãos - Junho
Andorinha - Maio
Geral

Advogados protestam contra desinstalação de vara cível em Corumbá

03 maio 2021 - 11h28Candido Burgues de Andrade Filho

Corumbá mais uma vez se vê numa posição de retrocesso na esfera judicial, com a noticia da desinstalação da 3ª. Vara Cível em nossa Comarca.

Há algum tempo Corumbá tem sido “vitima” de alguns retrocessos perpetrados pelo Tribunal de Justiça do Estado,  o primeiro foi quando se procedeu a desinstalação das Varas do Juizados  Especial (Juizado Especial Cível e Criminal), na gestão do então Presidente do Tribunal de Justiça, Des. Paschoal Leandro e agora com a notícia da desinstalação da 3ª. Vara Cível, na presidência do Des. Eduardo Contar.

Com o intuito de saber mais sobre essa desinstalação entrevistamos o dr. Candido Burgues de Andrade Filho, advogado militante em nossa Comarca  para esclarecer o que está acontecendo e quais os reflexos dessa desinstalação.

Entendendo que se faz necessário conhecer um pouco mais da Comarca de Corumbá para conhecermos a nossa história no cenário judicial do nosso Estado. A Comarca de Corumbá foi criada em 04 de maio de 1873 e instalada em 19 de fevereiro de 1874, que compreende as cidades de Corumbá e Ladário, assim como abrange ainda o Distrito de Albuquerque. Já a 3ª. Vara Cível foi instalada na Comarca de Corumbá em 21 de setembro de 1982. 

Posteriormente, em 18 de setembro de 2015, Corumbá foi elevada a Entrância Especial. Para quem não conhece a diferença, as comarcas de segunda entrância são as de “médio porte”, formadas, geralmente, por duas ou mais varas e as de “entrância especial”, que é o caso de Corumbá, são compostas por varas especializadas nas esfera cível e criminal (por exemplo, aqui em Corumbá temos a 1ª. Vara Cível que é especializada em processos de família e sucessões e a Vara da Fazenda e de Registros Públicos que atua nas execuções fiscais e nas ações movidas contra o Município e Estado).

Em relação a desinstalação pretendida pelo Tribunal de Justiça nos parece um verdadeiro retrocesso, retrocesso este que desprestigia o povo corumbaense num todo, não apenas os que necessitam socorrer-se do Judiciário, assim como os advogados que aqui militam. Ademais Corumbá preenche os requisitos constantes do Código de Organização e Divisão Judiciárias (CODJ) para a manutenção da Vara, sendo a sua desinstalação não tem a menor razão de ser. Já fomos prejudicados pela desinstalação das Varas do Juizado e agora estamos mais uma vez na eminência de uma desinstalação.

Me recordo que na sessão solene que transformou a Comarca de Corumbá em entrância especial, o então presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Des. João Mara Lós assinalou que essa transformação seria o     “reconhecimento do Judiciário a toda essa pujança econômica que vem se desenvolvendo nessa região do pantanal”. A pergunta que se faz na eminência dessa desinstalação seria que Corumbá não merece mais o reconhecimento do Judiciário como uma terra que merece seu respeito?

O que muito nos impressiona que não é somente Corumbá que vive uma desaceleração em todas as áreas, sendo que várias Comarcas apresentam quedas expressivas no números de processos ativos, fato que não justificaria a desinstalação da 3ª. Vara Cível de Corumbá.

Diante desse quadro nos resta juntar esforços e promover uma mobilização, seja da população corumbaense, dos políticos e de toda sociedade civil visando manter instalada a 3ª. Vara Cível em nossa Comarca.

Candido Burgues de Andrade Filho, advogado, sócio do escritório Andrade & Guimarães Advogados

 

Para o advogado a desinstalação é um verdadeiro retrocesso Foto: Divulgação

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RESGATE
Comando do 6º Distrito Naval resgata senhora na região do Paiaguás
O resgate foi efetuado com o auxílio de uma aeronave do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Oeste
GERAL
Processo Seletivo para contratação de Analista de Medidas Socioeducativas está com inscrições aberta
CULTURA
Votação para concursos de Andores de São João e Mini Andores termina amanhã
POLICIAL
PMA surpreende caçador, apreende arma e munições e frustra caçada ilegal
SAÚDE
Secretaria de Estado de Saúde distribui aos municípios 97.500 doses da vacina da Astrazeneca
CORONAVÍRUS
Corumbá registra em maio o segundo pior número nos óbitos por Covid-19 do ano
ECONOMIA
Empresários têm 9 dias para renegociar débitos do Fadefe
SAÚDE
Dia Mundial da Yoga: atividade terapêutica melhora qualidade de vida
ECONOMIA
Auxílio emergencial: beneficiários do Bolsa Família recebem hoje
ESPORTE
MS vai ao pódio seis vezes no Brasileiro de Canoagem Descida e assegura duas vagas ao Mundial

Mais Lidas

PROCURADOS
Mato Grosso do Sul tem 8 dos criminosos mais importantes na lista da Interpol
GERAL
Com lotes a partir de R$ 200, SAD fará leilão de 38 lotes de veículos e sucatas de veículos em julho
RESGATE DE ANIMAL
PMA de Corumbá resgata filhote de veado em condomínio no Aeroporto
POLICIAL
PMA prende infrator por porte ilegal de arma de caça