Menu
sábado, 25 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Acusado ganhava confiança das vítimas para praticar crimes de estelionato

29 julho 2021 - 08h09Sylma Lima

Até o momento duas pessoas foram identificadas como vítimas do homem de 36 anos, morador do bairro Aeroporto, em Corumbá. Segundo investigação da Polícia Civil, o homem acusado de estelionato agia de diferentes formas, entre elas, se aproximando da vítima e ganhando o amor da pessoa para falsificar documentos e praticar crimes sem levantar desconfiança. 

Investigadores da Polícia Civil cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do acusado, na última terça-feira (27), onde foi apreendido dois notebooks, celular, documentos pessoais, cartões de banco, pen drives e uma folha de cheque em branco. Objetos foram levados para delegacia e serão minunciosamente estudados.  

O suspeito não foi preso, mas continua na mira da investigação 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Bairro Vila Mamona
Funcionários de construção amarram autor de furto e acionam PM
Capital
Presos usam celulares até em banho de sol na Máxima
Flagrante
Dupla é presa por tráfico de drogas na área central de Corumbá
Estava Foragida
Boliviana investigada por desastre da Chapecoense é mantida em Corumbá até extradição