Menu
quinta, 04 de março de 2021
Governo do Estado - Campanha de Março
Geral

Ações de prevenção a Hepatites acontecem no João de Brito

28 julho 2016 - 10h28PMC

Para lembrar o Dia Mundial de Luta contra a Hepatites Virais, Corumbá está realizando durante toda esta quinta-feira, 28 de julho, testes para diagnóstico da hepatite C. A ação acontece no Centro de Saúde João de Brito, como parte do Programa Municipal de DST/AIDS e Hepatites Virais desenvolvido pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Corumbá.

O Dia Mundial é celebrado hoje, 28, e segundo Antônio Ruiz, coordenador do programa, além da realização de testes, serão ofertadas também vacinas para hepatite B. “Será uma ação mais interna e, amanhã, sexta-feira, vamos estar fazendo distribuição de preservativos e panfletos informativos na feira livre da Rua Wenceslau de Barros, com orientações quanto aos cuidados para pessoa não ser contaminada pelo vírus”, reforçou.

O coordenador lembra que um grande problema em relação às hepatites é que o paciente acaba abandonando o tratamento. “O primeiro passo é fazer o teste. Se a doença for detectada, é preciso fazer o tratamento até o final”, explica.

Ele alerta sobre a importância da higiene, com utilização de materiais limpos esterilizados em ambientes como salões de beleza, como forma de prevenção das hepatites, principalmente para as manicures, pedicures e as depiladoras. “O contato com o sangue contaminado é a forma mais comum de transmissão das hepatites virais, que nem sempre apresentam sintomas”, lembra.

Saiba mais:

As hepatites virais são um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Segundo estimativas, bilhões de pessoas já tiveram contato com vírus das hepatites e milhões são portadores crônicos.

São doenças causadas mais comumente pelos vírus A, B, C ou D, que provocam inflamação no fígado. São silenciosas, pois nem sempre apresentam sintomas. Além disso, têm grande importância pelo número de indivíduos atingidos e pela possibilidade de complicações das formas agudas e evolução para formas crônicas, podendo levar à cirrose e ao câncer de fígado.

As hepatites A e E são transmitidas pela contaminação das mãos levadas à boca e estão relacionadas às condições de saneamento básico, higiene pessoal, qualidade da água e dos alimentos.

Já as hepatites virais B, C e D são transmitidas pelo sangue, esperma e secreção vaginal através da relação sexual. Dessa forma a transmissão pode ocorrer pelo compartilhamento de objetos contaminados como: lâminas de barbear e de depilar, escovas de dente, alicates de unha, materiais para colocação de piercing e para confecção de tatuagens; instrumentos utilizados em uso de drogas injetáveis, inaláveis e pipadas, acidentes com exposição de material biológico e procedimentos cirúrgicos, odontológicos e de hemodiálise, em que não se aplicam as normas adequadas de esterilização.

A grande maioria das hepatites não apresentam sintomas ou então, apresentam sintomas como febre, mal estar, desânimo, dores musculares, icterícia (conhecida popularmente como amarelão), urina avermelhada e fezes claras, podendo evoluir para cirrose e até a morte da pessoa contaminada.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Estimativas do Ministério da Saúde indicam que milhões de brasileiros são portadores do vírus B ou C sem que tenham conhecimento. As duas variações da doença podem evoluir e causar danos graves ao fígado, como cirrose e câncer.

Os vírus que causam as hepatites diferem entre si, com evolução e tratamentos específicos. Para as hepatites A e B, há vacinas disponíveis na rede pública. Não há vacina para a hepatite C.

O Programa Municipal de DST/AIDS e Hepatites Virais funciona no Centro de Saúde João de Brito, localizado na Rua Cyríaco Félix de Toledo, 1670, Bairro Aeroporto. Mais informações pelo telefone (67) 3907-5379.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Riedel aponta relevância do "Ilumina Pantanal"
BOLETIM COVID
Com mais 24 óbitos, MS contabiliza 3.374 mortes por Coronavírus
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
CORONAVÍRUS
Saúde confirma primeiro caso da nova variante do coronavírus em MS
LUTO
Jornalista Jucyllene Castilho morre aos 35 anos em Campo Grande
SAÚDE
Idosos de 77 anos já podem se vacinar contra a Covid-19
SAÚDE
Anvisa diz que vacinas usadas no Brasil são seguras
POLÍTICA
André e Rose lideram 1ª pesquisa para o Governo em eleição 2022
COVID-19
Vereador propõe penalidades para quem não cumprir a ordem de vacinação dos grupos prioritários
CONCURSO PÚBLICO
Técnicos de Enfermagem são convocados em processos seletivos da Funsau

Mais Lidas

GERAL
PMA realiza trabalhos de orientação sobre minhocas em casas de iscas no MS
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA
PMA autua morador de Corumbá por transporte ilegal de pescado
GERAL
Reinaldo Azambuja autoriza concurso público com 250 vagas para Polícia Civil