Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Andorinha Abril
Andorinha Abril
Geral

A cada 5 dias, uma pessoa morre em acidente de trabalho em MS

29 abril 2016 - 10h39Correio do Estado
Em três anos, aumentou o número de pessoas mortas em consequência de acidentes de trabalho em Mato Grosso do Sul. De acordo com levantamento do Ministério do Trabalho e Previdência Social, no ano de 2014 foram contabilizadas 64 mortes, contra 50 no ano de 2013, representando aumento de 28% e uma morte a cada cinco dias. Comparado ao ano de 2012 que fechou com 39 óbitos, o número é ainda maior, de 64%. Em contrapartida, reduziu a quantidade de acidentes em 5,6%. Em 2014, foram 10.840 e 11.495 no ano anterior, segundo dados do ministério.  A redução na estatística de acidentes e crescimento no índice de mortes estariam relacionadas a gravidade com que casos vêm cada vez mais ocorrendo. A cada dez processos recebidos pelo Tribunal Regional de Trabalho (TRT) do Estado , um é relacionado a acidente de trabalho. Em 2015, foram 3.601 novos processos, significando aumento de 10% em relação a 2014, quando 3.268 entraram com pedidos de reparos na Justiça. O desembargador Sebastião Geraldo de Oliveira, gestor nacional do Programa de Prevenção de Acidentes de Trabalho da Justiça do Trabalho, alerta que a maioria dos acidentes ocorre por culpa patronal, "pelo descaso de alguns empregadores com a segurança e saúde dos seus trabalhadores". Para ele, o mecanismo mais eficiente para a redução de acidentes é o investimento sistemático em medidas de segurança e saúde dos trabalhadores e na propagação de uma cultura prevencionista no ambiente de trabalho, com respaldo dos altos dirigentes do empreendimento. "O conhecimento já acumulado indica que a maioria dos acidentes do trabalho e das doenças ocupacionais são previsíveis e, por mera consequência, são também preveníveis", afirma. "O trabalho seguro e saudável, além de prevenir acidentes e doenças ocupacionais, estimula a produtividade, mantém o empregado motivado, reduz os custos trabalhistas e cria um círculo virtuoso em benefícios de todos". Apesar de a estatística do ano passado ainda não ter sido divulgada, em agosto de 2015, dois trabalhadores morreram ao caírem em tanque de água de tratamento de couros, no curtume Qually Peles, localizado no Distrito Industrial, em Campo Grande. PANORAMA NACIONAL No Brasil também houve redução da quantidade de acidentes, mas em percentual menor, de 3%. Foram registrados 704,1 mil acidentes, sendo 2.783 mil óbitos e 251,5 mil afastamentos por mais de 15 dias. Os dados são os mais recentes divulgados pelo Governo Federal. A partir de dados da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (Cnae), as profissões da área de serviço lideram as ocorrências de acidentes de trabalho, com mais de 363,8 mil casos, e maior incidência no setor de comércio e reparação de veículos automotores (mais de 100,4 mil incidentes). A indústria vem logo após com 295,7 mil, sendo o ramo da construção com 59,7 mil. Outra característica que se destaca na análise de dados sobre acidentes no Brasil é a predominância de homens jovens nas ocorrências. Do total de 704,1 mil acidentes e doenças do trabalho comunicados ao MTPS em 2014, 68% dos acidentados são homens (478,9 mil), a maior parte na faixa etária de 25 a 29 anos (80,5 mil).  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esporte
Coudet salva campeonato do Celta de Vigo e ganha destaque como treinador
JUSTIÇA
181 é ferramenta para denuncia anônima em Mato Grosso do Sul
EDUCAÇÃO
Reforma de escolas municipais é solicitada por vereador durante sessão da Câmara
ESPORTE
Vereador sugere transformar o Marina Gattass em espaço para esportes radicais
LÍNGUA DE SINAIS
Projeto de Lei obriga instituições a disponibilizar intérpretes de Libras na cidade
ECONOMIA
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em agosto
COVID-19
Polícia investiga empresa por fraude em oferta de vacina
CIDADE
Prefeito decreta luto oficial de três dias pelo falecimento de Dom Martinez
POLICIAL
PM de Corumbá prende foragido da justiça e apreende arma branca
POLICIAL
Homem é preso por porte de drogas no bairro Popular Nova

Mais Lidas

POLÍTICA
Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
MUDANÇAS NO CTB
Nova Lei abranda infração para motociclistas sem viseira ou óculos de proteção
GERAL
Vereador solicita recuperação da 21 de Setembro, após intervenções da Sanesul
SEGURANÇA
Tiradentes: no dia do patrono das polícias, Governo destaca investimentos na segurança