Menu
quarta, 21 de abril de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

20ª Marcha dos Prefeitos pedirá renegociação de dívidas previdenciárias

16 maio 2017 - 08h57Agência Brasil

Com pautas que passam por diversos temas da administração municipal e de sua relação com os demais entes federados, a 20ª Marcha Nacional dos Prefeitos começa nesta terça-feira (16). A necessidade de mais financiamento é uma das principais reivindicações do encontro, que reunirá em Brasília, ao longo da semana, milhares de prefeitos.

Como ocorre todos os anos, os administradores municipais apresentam demandas aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. O parcelamento das dívidas previdenciárias é um dos tópicos prioritários no Congresso Nacional, mas que poderá ser resolvido em conjunto com o governo federal. Entidades como a Confederação Nacional de Municípios (CNM) defendem a revisão dos débitos previdenciários, já que, de acordo com ela, há cobranças indevidas a despeito de decisão recente do Supremo Tribunal Federal.

Segundo o presidente do órgão, Paulo Ziulkoski, a questão está prestes a ser solucionada. "O endividamento previdenciário é um dos pontos que vão ser abordados [durante a marcha], seguramente por meio de uma medida provisória [editada pelo governo]. Estamos construindo a forma e o conteúdo em que ela vai ser editada", afirmou à Agência Brasil.

As dívidas são ampliadas, segundo os municipalistas, com a cobrança "indevida" de contribuições previdenciárias sobre verbas de natureza indenizatória por decisões do Superior Tribunal de Justiça.

Também entre os parlamentares será feito um trabalho de convencimento, não apenas nesta semana, para que derrubem o veto do presidente Michel Temer à redistribuição do Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre algumas movimentações. Ao vetar a medida, o Planalto impediu a redistribuição aos municípios dos recursos arrecadados em operações de cartões de crédito e débito, de arrendamento mercantil e de serviços de saúde.

"Ao retirar os principais artigos da lei apresentada pelo Congresso, o veto impede a redistribuição de R$ 6 bilhões de ISS por ano aos municípios, concentrando anda mais essa receita na mão de poucos", diz o documento com as pautas prioritárias da marcha.

Para Ziulkoski, como a sessão do Congresso ainda não foi convocada, o trabalho das entidades continuará nas próximas semanas. "Estamos trabalhando com os parlamentares. Já temos, acredito, uma ampla maioria para derrubar o veto", afirmou.

Receber ajuda para o pagamento do Piso Nacional do Magistério está também entre as principais solicitações dos prefeitos ao Poder Executivo. Sancionada em 2008, a lei que estipula um salário mínimo para os professores em início de carreira prevê que o governo federal coopere tecnicamente com os municípios. De acordo com a CNM, é preciso haver um complemento para a garantia do piso.

O financiamento é a principal pauta das reivindicações também em outras áreas. Os participantes da marcha vão pedir os reajustes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate) e do atual incentivo para custeio das unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Sugerida utilização de sobras de vacina para imunizar pessoal de funerárias e da limpeza pública
COVID-19
Vereador reforça a necessidade de imunizar gestantes contra o coronavírus
GERAL
Justiça Eleitoral realizará live sobre segurança da urna eletrônica e processo eleitoral no dia 28
GERAL
Brasília completa 61 anos e encara o desafio da maturidade
GERAL
Vereador solicita recuperação da 21 de Setembro, após intervenções da Sanesul
CIDADE
Vereador pede sinalização adequada para evitar mais acidentes na Colombo com a Ladário
POLÍTICA
Governo lança plano de promoção da agricultura de baixo carbono
POLÍTICA
Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
GERAL
Matrícula para curso de medicina da UEMS pode ser feita até dia 26 de abril
MUDANÇAS NO CTB
Nova Lei abranda infração para motociclistas sem viseira ou óculos de proteção

Mais Lidas

GERAL
Corumbá perde dez leitos na UTI Covid por falta de cadastro
POLICIAL
PRF apreende 665 Kg de maconha e 75 Kg de skunk em MS
GERAL
Homem é preso por porte de drogas no Cravo Vermelho
POLICIAL
'Deu branco e não vi', diz homem que atropelou ex e o próprio bebê em MS