Menu
domingo, 28 de novembro de 2021
Cassems - Rede Amo
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
COLUNA

Entrelinhas

Sylma Lima

Revoada

19 novembro 2021 - 10h30

Pelo andar da carruagem os adesivos do ‘Podemos’ vão cair aqui em Corumbá. O chefe do executivo anunciou que deixa o partido e volta para o PSDB. Dizem ainda que ele já foi varias vezes pedir arrego ao governador Reinaldo Azambuja porque precisa de apoio para segurar as ‘buchas’ que estão estourando. Resta saber se Azambuja o quer no ninho tucano. E por falar nisso, para onde vai a candidata a deputada do prefeito? Falando em Podemos o presidente da sigla espera uma boa explicação de Iunes para deixar o partido.

Justiça tarda mas não falha

Desdobramentos da operação Mercês, desencadeada pela Polícia Federal, estão trazendo à tona provas mais graves que as que condenaram o ex prefeito de Ladário Anibal Ruso. E isso é só o começo, pois vem aí o desfecho da operação Offset. Polícia Federal investiga através de apreensão de  documentos  a existência de contratos fraudulentos entre a Prefeitura e o laboratório Citolab, que pertence à família Iunes, para desvio de recursos públicos.

Em andamento

Entre os alvos da operação Offset da Polícia Federal (PF), deflagrada na prefeitura de Corumbá, desencadeada em outubro de 2020, estão: Márcio Aguilar Iunes, irmão do prefeito Marcelo Iunes (PSDB), e ex-assessor especial de Reinaldo Azambuja (PSDB); o assessor especial da prefeitura, Edson Panes de Oliveira Filho e o um secretário.

Filiação

O PSDB anunciou que um grande ato será feito para filiação e lançamento de candidatura própria (Rose Modesto). Mas, em se tratando de política tudo pode acontecer e novas alianças poderão mudar os rumos da história. Só lembrando que o ex governador André Puccinelli, MDB, anunciou que só não sai candidato se morrer e, em se tratando de Puccinelli não precisa nem falar né? E apesar de tentarem desfalcar o partido André tem apoio fortíssimo.

Em segredo

As provas coletadas pela polícia federal na operação ‘Mercês’, divulgada pela mídia não chegam a um terço do que vem pela frente. Muita coisa podre ainda vai ser revelada. Tem  gente sem dormir porque teve sigilo telefônico quebrado. Se o Ministério Público intervir , prisões poderão ser pedida e mandatos poderão ser cassados a qualquer momento.

Voltando à ativa

Dia 24 deste mês ex prefeito corumbaense Paulo Duarte retorna a Assembleia Legislativa. Dizem que ele agora é o queridinho do governador e goza de grande prestígio entre a cúpula. Paulo é candidato a deputado estadual em 2022 e já garantiu o apoio de Azambuja. Sem contar com os amigos fiéis.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Não existe crime perfeito
O crime não compensa
Para quem quiser ver
Revoada
A casa vai cair