Menu
sábado, 25 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
COLUNA

Entrelinhas

Sylma Lima

Rachadinha

17 agosto 2021 - 16h37

O clima esquentou nesta terça-feira, 17 de Agosto em Ladário. Segundo se comenta a ‘boca miúda’, um secretário pediu exoneração do cargo por não concordar com velho esquema da ‘rachadinha’. Dizem que a discussão foi feia e o secretario teria mandado o chefe do executivo calar a boca.

Para inglês ver

Durante sessão ordinária no legislativo corumbaense na noite desta segunda, 16 de Agosto, no uso da palavra livre, o vereador Chicão Viana denunciou mais uma vez o portal da transparência do hospital de Corumbá. Segundo o edil, após muito insistir postaram a prestação apenas do mês de janeiro deste ano, "conteúdo que cabia numa folha de oficio e não explicava nada”. O vereador quer saber por que não estão pagando salário dos médicos da linha de frente do Covid e também como anda a folha de emprego.  Parece que há mais gente que cargo e a Santa Casa amarga um extenso cabide de empregos.

Atuante

Tivemos a grata surpresa de ver que a única mulher eleita naquela casa de leis não esta dormindo, muito pelo contrario Raquel Brink está fazendo jus aos votos que obteve. Na sessão desta segunda, ela cobrou duramente ações preventivas com placas e sinalizações nas ruas da cidade. Na justificativa ela lembrou a quantidade de acidentes no trânsito depois da reordenação, “não basta mudar, é preciso sinalizar”.

A deriva

Assim vai ficar o hospital local uma vez que os médicos do Covid não conseguiram negociar com o município. Os médios pediram demissão nesta terça 17. Além de não conseguirem obter apoio do chefe do executivo ainda estão sem receber os vencimentos desde o mês de Maio. Faltam os pagamentos de junho, julho e os dias trabalhados em Agosto. Conversando com um dos médicos responsável pelo setor, ele diz que sai com a cabeça erguida pois, obtiveram mais cura que perdas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jogada de Mestre
Ficha limpa
Despedida
Amnésia
Rachadinha