Menu
quarta, 05 de agosto de 2020
Andorinha - Medidas Preventivas Coronavírus
COLUNA

Entrelinhas

Sylma Lima

Gratidão

20 junho 2020 - 14h21

Meados de Abril fui surpreendida com uma forte dor de garganta, cabeça, febre baixa e dores no corpo. Ao chegar no hospital da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, me mandaram para a tenda dos pacientes com suspeita de Covid-19. Fiquei muito apreensiva com a hipótese.

Os médicos que me atenderam, Dr. Paulo Vitor e Dr. Adriana, foram eficazes em me aplicar uma Benzetacil (caso fosse amigdalite) e uma injeção de Decadron (hoje protocolo da Organização Mundial de Saúde) no rol dos fármacos, catalogados com índice de cura após testes em Cambridge na Inglaterra. Além de tudo disso, como sou asmática, me receitaram Azitromicina e Tamiflu, assim combateriam qualquer tipo de bactéria e vírus que inclui o H1N1. Fiz isolamento, tomei medicamentos por cinco dias e depois fiz o exame que deu negativo para Covid 19. Pude então, ficar mais calma.

Quero agradecer a essa equipe, que está na linha de frente dessa doença gravíssima, salvando vidas arriscando a própria. Parabéns ao médico presidente da Cassems, Ricardo Ayache, pela iniciativa de fazer um centro de isolamento para casos suspeitos. Muito obrigada a toda equipe que prontamente me atendeu. Deixo minha imensa gratidão a eles, além dos médicos já citados, a enfermeira Glaucia Villany e os técnicos Rodrigo e Paulo. Que Deus os abençoe e os proteja porque vocês são os heróis desta história.

Considerei eficiente a estratégia de isolar casos suspeitos. Considerei eficiente a estratégia de isolamento ainda na fase da suspeita. Foto: Capital do Pantanal  

Deixe seu Comentário

Leia Também

O bom combate
Gratidão
Hipocrisia
Bonde Vazio
O barato pode sair caro