Menu
quinta, 26 de maio de 2022
Festival da Carne
Andorinha Institucional
COLUNA

Entrelinhas

Sylma Lima

Corumbá destes meus sonhos e dos meus primeiros dias”.

03 janeiro 2022 - 17h42

Corumbá, sonho lindo dos que aqui tiveram o prazer de dar os primeiros passos. Corumbá hospitaleira, que se transformou em terra de desmandos e de ambição desmedida de um clã que se intitula “dono do poder”.

Até hoje, infelizmente, possuem o poder sobre quem ficar e quem sai, que pode e quem não pode, mas infelizmente agora querem ter o poder sobre quem vive e quem morre.

Triste verdade!

Pois somente os privilegiados e amigos do rei viverão se o prognostico que se forma se concretizar, “o carnaval 2022”.

A notícia da sua realização já ultrapassaram os umbrais do maciço do Urucum, tendo sido recebida com perplexidade pela sociedade consciente. A realização da festa de Momo, numa cidade com uma estrutura médica medíocre, conforme temos constantemente acompanhado, nos faz crer que realmente a sensação de impunidade e a ganância desmedida pelo poder tomaram contornos inimagináveis. O desejo implacável pela perpetuação no poder, em ano de eleições, faz coisas inimagináveis, para não se dizer aterrorizantes. Temos visto, tanto na mídia nacional como na mídia internacional (Estados Unidos 400.000 casos no segundo dia do ano) os alertas sobre o avanço do COVID e de suas mutações. Mas creio que essas informações não ultrapassam o porto do Morrinho e não chegam até “Corumbá destes meus sonhos”.

Pelo jeito o clã, nesse momento querem mesmo é “afogar o ganso”!

Realmente, “Corumbá destes meus sonhos e dos meus primeiros dias” já não é mais a mesma.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pelo voto útil
Corumbá, Cultura nota 10!
Foforofo
Literalmente na merda
Caldeirão dos bruxos