Andorinha - Compra antecipada

Vendedor de algodão-doce é preso após abusar de menina de 5 anos

Por Campo Grande News16 ABR 2018 - 11h00min
O suspeito passará por audiência de custódia na Justiça, para definir se ficará preso esperando o andamento do inquéritoFoto: Imagem ilustrativa

Um vendedor de algodão-doce de 46 anos foi preso em flagrante sob suspeita de abusar de uma criança de 5 anos, por volta das 15h de ontem (dia 15), em Anhanduí, distrito de Campo Grande. O homem passará, ainda nesta manhã (16), por audiência de custódia na Justiça, para definir se ficará preso esperando o andamento do inquérito e posterior processo ou se poderá responder em liberdade. 

Conforme a Polícia Civil, a criança estava brincando em frente de casa, quando o homem passou anunciado a venda do doce. A menina, então, pediu dinheiro para a mãe e foi até a rua comprar uma unidade.

O autor teria aproveitado a situação e abusado da criança. Antes de ir embora,  o vendedor ambulante ainda prometeu outro algodão-doce para a menina não contar nada a ninguém. Ao chegar em casa, a vítima relatou o caso a mãe, que imediatamente acionou a Polícia Militar.

O suspeito foi preso e levado para uma das celas da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) . Ele não tinha passagem pela polícia. O caso deve ser investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Deixe seu comentário

Leia Também

Educação

Vereador pede recuperação de estrutura física de escolas da Reme

Refis

Contribuinte tem até sexta-feira para quitar débito de ICMS com desconto de até 90%

Sócios do Pcc

Grupos terroristas lucram com contrabando e tráfico na fronteira

Contrabando

Grupo de repressão da Receita combate descaminho e pirataria em Corumbá

Operação Boas Festas

Em 24 horas equipes do 6º Batalhão e Polícia Militar prendem 7 indivíduos foragidos da justiça

Operação Boas Festas

Equipe do 6º Batalhão e Polícia Militar prende autores por tráfico de drogas

Política

Senador eleito é réu em ações de improbidade de mais de 2 bilhões de reais