Andorinha - Nova Frota

Trump pede que autor de ataque em Nova York seja condenado à morte

Por Agência Brasil02 NOV 2017 - 10h37min

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nessa quarta-feira (1º) que Sayfullo Saipov, o terrorista simpatizante do Estado Islâmico (EI) que matou, na terça-feira (31), oito pessoas em um atropelamento múltiplo em Nova York, seja condenado à morte. A informação é da Agência EFE.

"O terrorista de Nova York estava feliz quando pediu para pendurar a bandeira do EI em seu quarto do hospital. Matou oito pessoas, deixou 12 gravemente feridas. Deveria receber a pena de morte!", disse Trump, em mensagem no Twitter.

Saipov, de 29 anos, ficou ferido após ser baleado pela polícia, depois de ter jogado seu veículo contra uma multidão. Ele está sob custódia em um hospital de Nova York.

Quando foi interrogado pela primeira vez no hospital, pediu que se colocasse em seu quarto uma bandeira do grupo terrorista, e não mostrou nenhum remorso pelo ataque que teria realizado.

Embora o estado de Nova York não contempla a pena de morte em seu sistema penal, que tem a prisão perpétua como pena máxima, Sayfullo Saipov pode sim receber uma condenação à morte em um julgamento federal sobre terrorismo.

Dzhokhar Tsarnaev, um dos terroristas que participaram, em 2013, do atentado na Maratona de Boston, foi condenado à morte por meio do sistema federal de Justiça, já que o estado de Massachusetts também não contempla essa pena.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Enchente

PMA auxilia atingidos por enchentes, resgata famílias e salva animais domésticos

113 anos

Câmara homenageia Rotary Club de Corumbá com uma Sessão Solene

descumprimento da lei

MPE abre inquérito para investigar descumprimento da lei que proíbe inaugurar obras inacabadas

Prestação de contas

Prefeito faz balanço dos 100 dias de gestão e apresenta ações para 2018

Policial

Polícia Militar Captura homem Foragido da Justiça Durante Abordagem

Internet

Vereador pede solução para problemas de sinal de internet em Corumbá

Esportes

Pivôs de pancadaria no Comerário só devem ser julgados semana que vem