Menu
sábado, 21 de setembro de 2019
Câmara de Campo Grande - 120 de Campo Grande
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Geral

TRE-MS define data de nova eleição para os cargos de Prefeito e Vice de Miranda

Marlene de Matos Bossay, Adailton Rojo Alves e Ivan Bossay, eleitos em 2016, tiveram seus diplomas cassados por decisão do juiz eleitoral

23 agosto 2019 - 08h07Flávia Ibanez

Nesta quinta-feira (22) o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul definiu data para nova eleição no município de Miranda. Os eleitores escolherão os novos prefeito e vice-prefeito em 6 de outubro de 2019.

A determinação consta da Resolução nº 660, já em vigor, expedida ad referendum do Tribunal Pleno do TRE-MS, pelo desembargador Divoncir Schreiner Maran, presidente em exercício do TRE.

O documento aprova as instruções para a eleição suplementar, bem como o respectivo calendário eleitoral, que prevê, já para a próxima segunda-feira (26), a data a partir da qual será permitida a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolher candidatos aos cargos em disputa.

A Resolução nº 660 foi expedida após deferimento, ocorrido na sessão da última segunda-feira (19),  do pedido elaborado pela Procuradoria Regional Eleitoral de afastamento imediato de Marlene de Matos Bossay (prefeita), Adailton Rojo Alves (vice-prefeito) e Ivan Bossay (vereador), dos seus respectivos mandatos.

Foi determinado ainda que o presidente da Câmara de Vereadores do município assumisse o cargo até a posse do novo prefeito e de seu vice, determinação que foi devidamente cumprida pelo juiz eleitoral da 15ª ZE.

Clique aqui para a Resolução nº 660.

Entenda o caso

Marlene de Matos Bossay, Adailton Rojo Alves  e Ivan Bossay, eleitos em 2016, tiveram seus diplomas cassados por decisão do juiz eleitoral Alexsandro Motta, da 15ª Zona Eleitoral, em razão de prática de captação ilícita de sufrágio e de abuso de poder econômico, mediante compra de votos na Aldeia Lalima,  de Miranda.

Após o julgamento de recurso eleitoral interposto por Marlene, ocasião em que foi confirmada a cassação do seu diploma pelo TRE, foram ajuizados, ainda pelos afastados, dois embargos de declaração contra a decisão proferida no recurso eleitoral, tendo o Tribunal rejeitado e considerado meramente protelatórios os embargos de declaração opostos pela segunda vez.

Assim, a Procuradoria Regional Eleitoral apresentou pedido de providências à execução imediata da decisão de afastamento de Marlene Bossay, Adailton Alves e Ivan Bossay.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Segunda vez
Mulher é presa com Hilux roubada na BR 262
Geral
Semana do Desenvolvimento Profissional será realizada nos dias 24 e 25 de setembro no Câmpus do Pantanal
Educação
Entregue à população quinta-feira, CEMEI Miriam Mendes já está funcionando
Comunicação
Na Câmara, vereador pede ampliação dos sistemas de telefonia e Internet na cidade
Meio Ambiente
Homem é preso e multado em R$ 15 mil por retirar periquito do ninho
Geral
Homem leva facada durante briga em bar
Desentendimento aconteceu por causa de bebida
Geral
Bombeiros resgatam rapaz baleado na região do rio Negrinho
Geral
Vale é condenada a pagar R$ 11 milhões por quatro mortes em Brumadinho
Familiares de vítimas receberão indenização por danos morais
Corumbá
241 anos: com 76 instituições, desfile será no sábado a partir das 16h
Meio Ambiente
Polícia Ambiental autura dois em R$ 318,5 mil por desmatamento ilegal

Mais Lidas

Segunda vez
Mulher é presa com Hilux roubada na BR 262
Geral
Homem leva facada durante briga em bar
Desentendimento aconteceu por causa de bebida
Geral
Bombeiros resgatam rapaz baleado na região do rio Negrinho
Meio Ambiente
Homem é preso e multado em R$ 15 mil por retirar periquito do ninho