Matrículas - Sesi

Traficante “Chécho” do Cristo Redentor é preso com mais de 70 trouxinhas

Por Gesiane Medeiros31 OUT 2017 - 18h03min

Celso Gomes da Silva, traficante conhecido por “Chécho”, foi preso na tarde desta terça-feira, 31 de outubro, após duas horas de monitoramento da equipe do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil, em região do bairro Cristo Redentor, onde denúncias apontavam o livre comércio de drogas.

Traficante "Chécho" era alvo de diversas denúncias no SIG. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Através da campana policial realizada no final da rua São Paulo foi possível detectar diversas características típicas da rotina de pontos de venda de drogas. No local, há concentração de várias “bocas” e uma geografia favorável para a fuga de envolvidos com o tráfico.

Os chamados “frentistas” ou “Ninjas” indivíduos que vendem entorpecentes, ficam posicionados em lugares estratégicos no alto dos morros, onde possuem ampla visão de quem chega, o que facilita escaparem de incursões policiais.

Com "Chécho" haviam 71 trouxinhas de drogas e dinheiro. Foto: Diulgação/Polícia Civil

Diversos adolescentes usuários de drogas foram vistos comprando entorpecentes, assim como “frentistas” realizando amplo comércio de maconha, cocaína e pasta base. Eles se posicionavam no “sopé” das elevações e desciam quando percebiam a chegada de clientes.

Em determinado momento do monitoramento, o traficante alvo da investigação, o “Checó”, desceu do alto do morro, sentou sobre uma pedra e retirou do bolso um invólucro com entorpecentes para comercialização. Durante uma das vendas ele permaneceu no local, oportunidade de perfeita para abordagem policial que obteve sucesso na detenção do traficante.

Traficante sentava em pedra no final da rua São Paulo para comerciaalizar droga. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Haviam com “Chécho” 24 trouxinhas de maconha, pesando 43 gramas; 15 de pasta base de cocaína, pesando  7,2 gramas; 32 de cocaína, pesando 6,3 gramas e a quantia de R$ 172,50 em dinheiro trocado. Em revista minuciosa no local foram encontrados diversos papelotes e plásticos utilizados por usuários. Também foram detectados diversas trilhas e buracos entre pedras, possivelmente utilizados como “mocó” para esconder drogas em abordagens policiais.

"Chécho” foi preso e encaminhado para Delegacia de Polícia Civil, sem lesões corporais.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Combate ao tráfico

Polícia Civil estoura ‘boca’ no Loteamento Pantanal

Procon

Empresas são autuadas por impedirem reserva de passagens interestaduais gratuitas

Emprego

Mercado de Trabalho de MS inicia recuperação e gera mais de 700 vagas em outubro

Educação

IFMS divulga gabarito do Exame de Seleção para os cursos técnicos

Brasil

Presídios terão banco de dados sobre situação de detentos

Concorrência

Ônibus vai operar de Corumbá para Capital com fretagem a R$ 140 ida e volta

Segurança

Receita doa câmeras ao Município e amplia videomonitoramento na fronteira