Matrículas - Sesi

Soldada de MS é a 1ª do país a se especializar em ação contra bandidos do 'novo cangaço'

Por G1-MS30 OUT 2017 - 11h09min
Soldada participou de treinamentos em favela de São Paulo. Foto: Diculgação/Polícia Civil

O teste físico deixou para trás centenas de candidatos, em sua maioria homens. Das 25 vagas existentes este ano, uma delas foi preenchida pela policial militar Flávia Souza Oviedo, de 35 anos. Atuante no Batalhão de Choque (BpCHoque), em Campo Grande, ela foi a primeira mulher do Brasil a concluir o estágio de abordagens de alto risco, entre elas o "novo cangaço".

O treinamento ocorreu em favelas de São Paulo, onde a policial aprendeu táticas de guerrilha urbana, abordagens em assaltos a caixas eletrônicos, principalmente com a modalidade dos bandidos conhecida como "novo cangaço", além de ações de reintegração de posse e prisionais.

"Eu cheguei neste final de semana e aprendi muitas técnicas, sendo que a maioria delas permanecerá em segredo. Realmente foi uma prova muito concorrida, com cerca de 200 candidatos. Eu me deparei com um ambiente totalmente masculino, foram dias de muito aprendizado", afirmou ao G1 a policial.

As aulas foram promovidas Comandos e Operações Especiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo (COE), exercitando situações atípicas e com um mínimo de risco à segurança, principalmente em relação à população, além de técnicas de progressão e transposição de vias sob fogo e retirada, sob fogo, de feridos.

Já na capital sul-mato-grossense, a servidora trabalha há nove anos, fazendo atividades diárias na Ronda Ostensiva com Apoio de Motos (Rocam). De acordo com o comandante do batalhão, Marcus Pollet, ela é uma das poucos policiais femininas atuando no patrulhamento de alto risco.

"É com certeza um fator motivador para muitas mulheres que estão buscando este tipo de especialização. O estágio é feito em favelas, morros e aqui temos um intensivo diário com atividades ordinárias e extraordinárias. É um trabalho em equipe, no qual todos possuem a intenção de prestar um serviço de excelente qualidade para a população", finalizou Pollet.

Novo cangaço
A modalidade se trata de bandidos especializados em assaltos com explosões de agências e caixas eletrônicos de cidades do interior do estado. Conforme a polícia, eles chegam em um número relativamente grande, de homens fortemente armados com fuzis, entre outras armas, efetuando vários disparos.

Deixe seu comentário

Leia Também

Combate ao tráfico

Polícia Civil estoura ‘boca’ no Loteamento Pantanal

Procon

Empresas são autuadas por impedirem reserva de passagens interestaduais gratuitas

Emprego

Mercado de Trabalho de MS inicia recuperação e gera mais de 700 vagas em outubro

Educação

IFMS divulga gabarito do Exame de Seleção para os cursos técnicos

Brasil

Presídios terão banco de dados sobre situação de detentos

Concorrência

Ônibus vai operar de Corumbá para Capital com fretagem a R$ 140 ida e volta

Segurança

Receita doa câmeras ao Município e amplia videomonitoramento na fronteira