Menu
terça, 15 de outubro de 2019
Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Saudade
Geral

Servidor de Corumbá é suspeito de integrar esquema de fraude no programa Fome Zero

09 outubro 2019 - 12h02Gesiane Sousa

Pelo menos cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal nas cidades de Campo Grande, Corumbá, Terenos, Bodoquena e Caracol durante a Operação Pesticida. Servidor municipal do PAA de Corumbá, suspeito de envolvimento, foi afastado da função. Operação investiga a ocorrência de fraudes no PAA - Programa de Aquisição de Alimentos da Ação de Compra Direta da Agricultura Familiar com Doação Simultânea, oriundo do programa FOME ZERO do Governo Federal. Operação que contou com 70 policiais federais foi deflagrada nesta quarta-feira (9), pela Polícia Federal, em parceria com a Controladoria Geral da União.

O PPA é um instrumento de políticas públicas de garantia de renda e de apoio à comercialização de alimentos produzidos pelos agricultores familiares, assentados e povos e comunidades tradicionais, ao passo em que oportuniza a aquisição dos produtos agrícolas por eles produzidos e a destinação a entidades de assistência a pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar (creches, escolas, igrejas, dentre outras).

As fraudes teriam ocorrido entre os anos de 2011 e 2016, com envolvimento de representantes de cooperativas ou associações sediadas nos municípios sul-mato-grossenses de Terenos, Bodoquena, Caracol, Jardim e servidores da CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento, além de representantes municipais do PAA em Corumbá/MS. O servidor municipal de Corumbá, suspeito de envolvimento, ainda não teve a identidade divulgada pela PF e foi afastado da função.

A operação aconteceu em cinco cidades do Estado. Foto: Ascom/PF

A PF e a CGU verificaram casos de cadastramentos no programa em nomes de produtores que desconheciam o fato ou lastreados em propriedades rurais que não tinham capacidade produtiva. Também foram descobertos simulação na entrega de produtos às associações/cooperativas e delas para as entidades destinatárias dos alimentos, obtendo-se da CONAB a liberação de valores correspondentes à aquisição de produtos não entregues. O esquema contaria com a participação e conivência de agentes públicos.

Ao todo foram cinco mandados de busca e apreensão nas cidades de Campo Grande, Corumbá, Terenos, Bodoquena e Caracol, além da realização de oitivas simultâneas de seis testemunhas. Também foram determinadas nove ordens de afastamento de funções públicas de agentes da CONAB e do PAA em Corumbá. A ação contou com a participação de aproximadamente 70 Policiais Federais.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Federal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Deputado Evander solicita à SED cursos técnicos na Escola 2 de Setembro de Ladário
21 milhões de animais
Iagro define calendário de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul
Corumbá
Contrato prevê R$ 20,6 milhões em compensação ambiental por mineração
Balanço
Maternidade da Santa Casa faz 23 partos em 72 horas
Mérito
Dr. Manoel João, da Santa Casa de Corumbá, recebe homenagem da Assembleia Legislativa de MS
Ação Social
Bingo Solidário da Rede Feminina acontece neste sábado, dia 26
Evento
Fundação de Cultura MS lança Festival América do Sul nesta quarta, dia 16
Crime Ambiental
PMA e Ibama apertam cerco contra o tráfico de animais
Utilidade Pública
Bairros de Ladário podem ficar sem água mais uma vez
Geral
Senai de Campo Grande promove de 22 a 25 de outubro a 1ª Semana de Refrigeração

Mais Lidas

Aterrorizante
Madrasta é acusada de arrancar cabelos de menina de 7 anos em Campo Grande
Chacina
Três homens são assassinados com tiros na cabeça e tórax na região rural de Corumbá
Policial
Mulher usa faca para defender filhos de marido agressor
Tráfico de Drogas
Mulheres são flagradas com mais de 8 quilos de cocaína na fronteira Brasil/Bolívia