Menu
sexta, 18 de outubro de 2019
Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Geral

Sede do CRAM funciona em novo endereço na área central da cidade

12 julho 2019 - 10h41Prefeitura de Corumbá

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CRAM), que é vinculado à Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, está funcionando em novo endereço. A nova sede do CRAM está localizado na rua 15 de Novembro, 659-A, no Centro da cidade, e funciona de segunda a sexta-feira das 07h30 às 11h30 e das 13h às 17 horas. Os telefones são (67) 3907-5479 e 3907-5640.

 O CRAM tem como objetivo essencial prestar acolhida, acompanhamento psicossocial e orientação jurídica às mulheres em situação de violência, bem como atuar no enfrentamento à violência de gênero, visando à promoção da autonomia das mulheres, conforme diretrizes propostas pela Gerência de Políticas Públicas para a Mulher.

 São atribuições prioritárias do CRAM: acolher e prestar atendimento especializado às mulheres vítimas de violência de gênero, incluindo-se atendimento psicológico continuado e orientação jurídica; orientar e encaminhar as mulheres aos serviços necessários, articulando os entes estaduais e municipais da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, conforme o caso; encaminhar as mulheres em risco de morte para a Casa Abrigo Estadual, enviando relatório multidisciplinar pormenorizado, a fim de não provocar revitimização; realizar palestras, instituir grupos de orientação e vivência com as mulheres atendidas, mulheres  da  comunidade  e  profissionais  habilitados,  visando  à reintegração na vida social e econômica, à defesa de seus direitos, à prevenção e à identificação da violência; pactuar parceria com organismos governamentais e não governamentais, com objetivo de promover o empoderamento e autonomia social e econômica das mulheres com a realização de oficinas, seminários, cursos de qualificação e capacitação, campanhas educativas e orientação sobre direitos; encaminhamento ao mercado de trabalho, a emissão de documentos; exercer outras atividades correlatas e registrar  dados  e  consolidar  estatísticas  anuais  sobre  a  violência  contra mulheres.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ação Social
7ª edição do Povo das Águas vai atender ribeirinhos do baixo Pantanal
Reconhecimento
Festival América do Sul Pantanal traz homenagens a nomes corumbaenses
Agricultura
Com setembro mais seco, usinas aceleram moagem de cana-de-açúcar em MS
Cultura
Corumbá recebe mostra nacional e internacional de animação
Alerta
Audiência Pública alerta para obrigatoriedade do cadastramento biométrico em Corumbá e Ladário
Patriotismo
Governador sanciona lei de resgate ao civismo nas escolas
Mudança
Sancionada lei que contribui para consolidação da identidade sul-mato-grossense
Treinamento
Capacitação em Operações Penitenciárias no RJ preparam agentes da Agepen para situações de Alto Risco
Temperatura
Quinta com possibilidade de chuva e calor no Estado
Desrespeito
Ciclistas organizam protesto em posto onde 2 foram expulsos durante chuva

Mais Lidas

Evento
Corumbá Folia traz Matheus Kruz em véspera de feriado para Corumbá
Direito do Consumidor
Procon autua unidade da Smart Fit por recusar pagamentos em dinheiro
Violência
Vítima de assalto é socorrido com faca encravada nas costas
Desdobramentos
Arma utilizada em triplo homicídio é recuperada pela PM