Andorinha 70 anos

Queda de Odilon e crescimento de André e Azambuja embolam disputa

Por Correio do Estado12 JUL 2018 - 08h10min
Pesquisa mostra empate técnico na preferência do eleitorado em Campo GrandeFoto: Correio do Estado

A pesquisa do Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul (Ipems) contratada pelo Correio do Estado e realizada em Campo Grande, maior colégio eleitoral do Estado, com 591.374 eleitores – de acordo com levantamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) –, aponta queda na preferência pela pré-candidatura do juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT) e crescimento do ex-governador André Puccinelli (MDB) e do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). O resultado final mostra todos os três “embolados” na corrida pela disputa do voto do eleitor da Capital.

O levantamento do Ipems indica a queda de 5,73 pontos porcentuais do apoio dos campo-grandenses a Odilon em comparação entre a amostragem de abril e a de julho. Hoje, o juiz tem 30,74% das intenções de voto. Antes, era de 36,47%. Diante deste novo cenário, André encostou em Odilon. Em abril, a diferença entre os dois era de 9,23 pontos porcentuais. Agora, com 29,39% das intenções de voto do ex-governador, essa margem caiu para 1,35 ponto.

Na esteira, aparece Azambuja, com 25,77% das intenções de voto, aproximando-se de André e Odilon. Em abril, a diferença do líder juiz para o governador (que tinha 21,81%) era de 14,66 pontos porcentuais. Hoje, está a 4,97 pontos. Com esse índice, o governador reduziu a distância de André para 3,62 pontos.

Deixe seu comentário

Leia Também

Justiça

OAB entra na justiça contra portaria que favorece Energisa fazer cobrança no Fórum

Capacitação

Senac Corumbá oferece curso com formação técnica em estética

Legislativo

Vereador faz projeto repetindo lei

Policial

Jovem executada em roda de tereré seria integrante de facção criminosa

Policial

Em quatro roubos, quadrilha leva 10 caminhões para a fronteira

Cultura

Encontro de Capoeira Cidade Branca acontece sábado em Corumbá

Policial

Mulher é agredida por atual de ex-marido ao cobrar pensão atrasada