Menu
terça, 15 de outubro de 2019
Campanha Viajar Andorinha - Felicidade
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Geral

Programa Criança Feliz de Campo Grande cumpre meta e ganha destaque em Brasília

12 outubro 2019 - 09h17Assessoria PMCG

Andrea de Jesus Santos e o filho, Arthur, beneficiários de programas sociais do Governo Federal, em parceria com a Prefeitura de Campo Grande, foram destaques na divulgação do Programa Criança Feliz, publicada no Facebook do presidente Jair Bolsonaro. A divulgação nacional contou a história do Arthur, que recebe visita contínua de servidores da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Campo Grande, garantindo o auxílio necessário para a mãe, que cria o filho especial sozinha.

“O Arthur nasceu com hidrocefalia, teve que ficar na UTI por nove dias. Foi bem difícil, porque ele não tinha muita expectativa de vida. O diagnóstico dele é muito grave. Por várias vezes, ele já quase morreu na minha mão. A gente vive em uma tensão. As mães com crianças especiais sabem disso. Vivemos uma tensão 24 horas, mas ele já vai fazer quatro anos”, conta Andrea.

Atendida pela SAS, ela comemora o retorno e já percebe a diferença após o cuidado com o filho.   “Só sorriso, só amor, só felicidade. Em pouco tempo que estou no projeto, já está surtindo efeito. Ele está interagindo. A gente fica muito em casa sozinho. Somos só nós dois. No dia que a Eunice (servidora da SAS) vem,  a gente conversa muito. Isso ajuda muito na interação. Eles chegam, a gente conversa, sei que tem alguém nos apoiando. Eles se preocupam como a gente está. Você sabe que não está sozinho, que alguém, em algum lugar, está ali pensando na gente. Estão trabalhando, unindo força, lutando, porque sabem que a gente existe, porque é ruim ficar no anonimato e lutar sozinho”, agradece a mãe.

A vice-prefeita, Adriane Lopes, esteve em Brasília nesta semana para levar ao ministro da Cidadania, Osmar Terra, um balanço do trabalho desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social. Na ocasião, observou que Campo Grande é uma das cidades que cumpriu a meta de atendimentos do programa e solicitou a ampliação da meta.

“Fomos muito bem recebidos no Ministério e aproveitamos para entregar a Cartilha de Boas Práticas da Assistência Social, que foi desenvolvida na nossa Capital. Recebemos o reconhecimento do ministério e temos a certeza que os programas do Governo Federal para a assistência social em Campo Grande terão avanço considerável em 2020”, ressaltou a vice-prefeita Adriane Lopes.

O prefeito Marquinhos Trad destaca o trabalho humanizado oferecido pela Prefeitura de Campo Grande, que garante resultados surpreendentes. “O nosso trabalho só está ganhando destaque porque está cumprindo o que é mais importante para nós, que é oferecer uma vida melhor a quem necessita do serviço público. Mais importante do que o reconhecimento, é saber que estamos garantindo um sorriso no rosto de alguém mais necessitado”, pontuou.

A supervisora do Criança Feliz em Campo Grande, Gizeli do Prado, explica que o programa complementa o que já é desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social de Campo Grande.  “Veio somar com os serviços que a gente já ofertava aqui dentro do  Município. E o programa, ele vem crescendo a cada momento, porque, como a gente já está há algum tempo, a gente vem percebendo os resultados da família, que é nosso foco maior”, explicou.

Exemplo para o País

Esta não é a primeira vez que o trabalho desenvolvido em Campo Grande chama atenção do Governo Federal. Em visita a Campo Grande, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, declarou que o acolhimento à primeira infância realizado em Campo Grande é exemplo para o país.

A convite da vice-prefeita, Adriane Lopes, e da primeira-dama, Tatiana Trad, a Ministra Damares visitou o Abrigo UAI Bebê – Unidade de Acolhimento Institucional do Município e ficou emocionada com o trabalho desenvolvido.

“Está de parabéns. São crianças lindas e muito bem cuidadas. Prova disso é que a capital sul-mato-grossense se tornou destaque nacional e chamou nossa atenção para conhecer a metodologia aplicada por meio do Programa Criança Feliz nessa unidade que acolhe bebês de 0 a 3 anos”, elogiou a ministra Damares.

Criado pelo Governo Federal em 2016 e implantado em Campo Grande no ano seguinte, o programa tem objetivo de apoiar e acompanhar o desenvolvimento infantil integral na primeira infância (crianças de 0 a 6 anos de idade) e facilitar o acesso da gestante, das crianças e de suas famílias às políticas e aos serviços públicos que necessitam.

O ‘Criança Feliz’ se desenvolve por meio de visitas domiciliares que, em Campo Grande, tornaram-se referência pela metodologia aplicada por parte dos visitadores, capacitados pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS).

Desde 2017, o serviço voltado a crianças abrigadas nas Unidades de Acolhimento Institucionais de Campo Grande tem atingido índices satisfatórios por meio de uma postura de intervenção humanizada, que consegue ampliar o acesso às seguranças socioassistenciais afiançadas pela política pública de Assistência Social.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Deputado Evander solicita à SED cursos técnicos na Escola 2 de Setembro de Ladário
21 milhões de animais
Iagro define calendário de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul
Corumbá
Contrato prevê R$ 20,6 milhões em compensação ambiental por mineração
Balanço
Maternidade da Santa Casa faz 23 partos em 72 horas
Mérito
Dr. Manoel João, da Santa Casa de Corumbá, recebe homenagem da Assembleia Legislativa de MS
Ação Social
Bingo Solidário da Rede Feminina acontece neste sábado, dia 26
Evento
Fundação de Cultura MS lança Festival América do Sul nesta quarta, dia 16
Crime Ambiental
PMA e Ibama apertam cerco contra o tráfico de animais
Utilidade Pública
Bairros de Ladário podem ficar sem água mais uma vez
Geral
Senai de Campo Grande promove de 22 a 25 de outubro a 1ª Semana de Refrigeração

Mais Lidas

Aterrorizante
Madrasta é acusada de arrancar cabelos de menina de 7 anos em Campo Grande
Chacina
Três homens são assassinados com tiros na cabeça e tórax na região rural de Corumbá
Policial
Mulher usa faca para defender filhos de marido agressor
Tráfico de Drogas
Mulheres são flagradas com mais de 8 quilos de cocaína na fronteira Brasil/Bolívia