Menu
terça, 15 de outubro de 2019
Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Saudade
Geral

Outubro Rosa: saiba quais exames preventivos toda mulher deve fazer

08 outubro 2019 - 09h57Gesiane Sousa

Mesmo que toda mulher saiba que deve fazer consultas ginecológicas no mínimo uma vez ao ano, vale sempre lembrá-las. O outubro Rosa é exemplo de mais um alerta. Apesar de a campanha ter como objetivo conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Em entrevista ao Capital do Pantanal, Dr. Domingos Mantelli, ginecologista e obstetra de São Paulo relembra outros exames que não podem faltar no check-up das mulheres. 

Exames Laboratoriais: é importante fazer anualmente exames de sangue como hemograma, dosagem de glicemia sanguínea, colesterol, triglicérides, avaliação da função da tireoide, além de um exame urinário básico. Deve ser realizado, no mínimo, uma vez ao ano. 

Sorologia: ajuda a detectar doenças provocadas por microrganismos, como hepatite, sífilis, HIV. Pode ser realizado uma vez ao ano.

Teste de Papanicolau: é um exame que verifica infecções e alterações nas células do colo do útero, infecções por fungos, herpes e verrugas no órgão genital feminino. Seu objetivo principal é prevenir o aparecimento do câncer no colo do útero. Deve ser realizado uma vez ao ano.

Ultrassom Pélvico: visualiza a morfologia das estruturas genitais internas, como útero e ovários. É indicado na suspeita de doenças nestas estruturas ou preventivo para câncer ovariano ou endometrial. Normalmente, é feito pelo abdômen. Deve ser realizado uma vez ao ano.

Densitometria Óssea: verifica a densidade dos ossos, determinando a presença de osteoporose ou de sua precursora, a osteopenia. Indicado para mulheres na menopausa ou com fortes riscos para a doença. Deve ser realizado uma vez ao ano.

Ultrassom transvaginal: realizado pela introdução de um pequeno bastão na vagina e com ele, é possível detectar doenças como cistos no ovário, endometriose, miomas e até tumores. O exame se torna obrigatório após a menopausa, mas pode ser solicitado antes, dependendo de fatores de risco como infecções ou vida sexual promíscua. Deve ser realizado uma vez ao ano.

Colposcopia: detecta ferimentos que possam estar na vagina, na vulva ou no colo do útero. O ideal é realizar esse exame quando iniciar a vida sexual, porém muitas vezes só é indicado quando houver alterações no Papanicolau.

Urocultura: seis em cada dez mulheres, sofrem de infecção urinária. É indicado para aquelas que têm dificuldades para urinar ou sentem ardência e incômodos.

Dr. Domingos Mantelli, ginecologista e obstetra é autor do livro “Gestação: mitos e verdades sob o olhar do obstetra”. Formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA) e residência médica na área de Ginecologia e Obstetrícia pela mesma instituição. Dr. Domingos Mantelli tem pós-graduação em Ultrassonografia Ginecológica e Obstétrica, e em Medicina Legal e Perícias Médicas. Site: http://domingosmantelli.com.br

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Deputado Evander solicita à SED cursos técnicos na Escola 2 de Setembro de Ladário
21 milhões de animais
Iagro define calendário de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul
Corumbá
Contrato prevê R$ 20,6 milhões em compensação ambiental por mineração
Balanço
Maternidade da Santa Casa faz 23 partos em 72 horas
Mérito
Dr. Manoel João, da Santa Casa de Corumbá, recebe homenagem da Assembleia Legislativa de MS
Ação Social
Bingo Solidário da Rede Feminina acontece neste sábado, dia 26
Evento
Fundação de Cultura MS lança Festival América do Sul nesta quarta, dia 16
Crime Ambiental
PMA e Ibama apertam cerco contra o tráfico de animais
Utilidade Pública
Bairros de Ladário podem ficar sem água mais uma vez
Geral
Senai de Campo Grande promove de 22 a 25 de outubro a 1ª Semana de Refrigeração

Mais Lidas

Aterrorizante
Madrasta é acusada de arrancar cabelos de menina de 7 anos em Campo Grande
Chacina
Três homens são assassinados com tiros na cabeça e tórax na região rural de Corumbá
Policial
Mulher usa faca para defender filhos de marido agressor
Tráfico de Drogas
Mulheres são flagradas com mais de 8 quilos de cocaína na fronteira Brasil/Bolívia