Governo - Campanha HPV

Operação MS 41 vai intensificar fiscalização nas rodovias durante feriado prolongado

Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul12 OUT 2018 - 08h31min
O nome da operação faz alusão aos 41 anos de criação do EstadoFoto: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

O Batalhão de Policia Militar Rodoviária (PMRv) deflagra nesta quinta-feira (11.10), às 6h, a operação MS 41, devido aos feriados da criação do Estado e Nossa Senhora Aparecida. A fiscalização intensiva, com 160 policiais militares, vai se estender até às 6h de segunda-feira (15.10).

Serão 96 horas de intensa fiscalização para controlar a velocidade dos veículos, combater a embriaguez ao volante, coibir ultrapassagens proibidas, atuar no enfrentamento ao tráfico de drogas, contrabando e descaminho. O nome da operação faz alusão aos 41 anos de criação do Estado.

Segurança

A PMRv orienta os usuários das rodovias a respeitarem os limites de velocidade, manterem distância de segurança em relação aos demais veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança e não desviar a atenção do trânsito.

É importante planejar a viagem buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico. Dirigir cansado ou com sono aumenta o risco de o motorista cometer erros. A cada três ou quatro horas de viagem, é recomendável uma pausa para descanso ou revezar a direção do veículo.

O uso do cinto de segurança e da cadeirinha para crianças é imprescindível – esses equipamentos podem fazer a diferença em caso de acidente.

Deixe seu comentário

Leia Também

Policial

Policiais sentem cheiro de maconha e acham 2,5 toneladas em caminhão

Policial

Preso foi morto dentro da cela depois de briga por causa do volume da TV

Policial

Adolescente de 15 anos é sequestrada, ameaçada de morte e depois abandonada em estrada

Meio ambiente

Instituto alerta para chuvas intensas com possibilidade de granizo em MS

Esportes

Sete atletas representam MS no Brasileiro de Futebol de Mesa

Geral

Canadá legaliza maconha para uso recreativo

Meio ambiente

Estudo mostra que agrotóxicos ameaçam vida no Cerrado de MS