Matrículas - Sesi

Número de latrocínios cresce 57,8% em sete anos no Brasil

Por Agência Brasil30 OUT 2017 - 10h55min
Rondônia, Tocantins e Rio de Janeiro foram os estados com maior crescimento no número de casos.Foto: Arquivo/Agência Brasil

O número de latrocínios (roubos seguidos de morte) cresceu 57,8% em sete anos no país. A conclusão está no 11º Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança, que será lançado hoje (30) em São Paulo. De acordo com o estudo, que concentra estatísticas oficiais das autoridades de segurança dos estados, em 2016 foram registrados 2.514 assassinatos cometidos durante o ato do roubo ou em consequência dele. Na edição anterior do estudo, divulgada em 2010, o número havia sido de 1.593.

Em 19 estados houve aumento nesse tipo de crime. Rondônia (124%), Tocantins (73%) e Rio de Janeiro (70%) foram os estados com maior crescimento. No outro extremo, entre as unidades da federação em que os índices de latrocínio regrediram, as principais quedas foram em Roraima (45%), Paraíba (28%) e Amapá (23%). Nos seis estados mais populosos além do Rio de Janeiro, foram registradas altas em São Paulo (1,2%), Bahia (1,4%), Paraná (8,3%), Rio Grande do Sul (17,1%) e Pernambuco (45%). Apenas em Minas Gerais houve recuo, de 10,6%.

Na relação entre o número de latrocínios e a população, o Pará aparece como o mais violento, com 2,6 casos por 100 mil habitantes no ano. Outros quatro estados superaram o índice de 2/100mil: Pará, Goiás, Amapá, Amazonas e Sergipe. Na outra ponta da tabela, Tocantins, São Paulo, Santa Catarina, Paraíba, Paraná e Minas Gerais ficaram abaixo de um por 100 mil. A taxa média do paíse é de 1,2 latrocínios a cada 100 mil habitantes.

Para especialistas, a alta generalizada tem relação direta com a crise econômica que o país tem enfrentado. Sem recursos, os estados reduziram os investimentos em estrutura e pessoal nos últimos anos.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Conexão Internacional

Voo direto entre Campo Grande e Paraguai começa funcionar

Capital

Caminhada em Campo Grande pede tolerância com diversidade religiosa

Internacional

Paraguai reconstitui hoje assassinato de jornalista na fronteira com MS

Oportunidade

Semana começa com 420 vagas em concursos e salários de até R$ 19,4 mil

Serviço

Ação Cidadania da Fiems encerra o ano com 36,9 mil atendimentos

Educação

Prova do IFMS reúne mais de 3,4 mil candidatos em dez municípios

Serviço

Em Corumbá, vereador cobra instalação de loja ou posto de atendimento da Oi