Andorinha

MS pode ter maior queda de produtividade de soja do país, aponta Conab

Por Campo Grande News14 JAN 2019 - 11h12min
Maior parte das plantações está em fase final de ciclo e a safra 2018/2019 está sendo desafiadora para os agricultores sul-mato-grossenses. (Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo)

O clima chuvoso na época do plantio da safra 2018/2019 e seco no desenvolvimento das lavouras pode reduzir a produtividade da soja em até 10%, conforme levantamento da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). O pico da colheita no Estado acontece em fevereiro e redução pode ser a maior do país.

A maior parte das plantações está em fase final de ciclo e a safra 2018/2019 está sendo desafiadora para os agricultores sul-mato-grossenses. De acordo com a Conab, Mato Grosso do Sul pode ter a maior queda de produtividade do país, com redução de até 10% em comparação com o ciclo anterior.

“Diante deste cenário, o manejo eficiente de pragas, doenças e plantas daninhas é indispensável para melhorar e alcançar bons resultados nesta safra. O agricultor que investir em tecnologia vai produzir melhor”, explica Helio Cabral, gerente de Marketing Soja da BASF.

Um dos maiores desafios é o controle das plantas invasoras, porque há importantes plantas daninhas resistentes ao herbicida glifosato. Nestas áreas, é preciso monitorar e utilizar manejo eficiente, incluindo herbicidas com outros princípios ativos. As infestações de capim amargoso, por exemplo, são resistentes e estão cada vez mais comuns.

A aplicação de fungicidas indicados para cada fase do cultivo é outro cuidado fundamental para evitar perdas com a ferrugem asiática e outras doenças da soja, já que o estado é o 3º com mais registros de ferrugem na safra 2018/2019, vindo atrás do Paraná e Rio Grande do Sul, segundo levantamento do Consórcio Antiferrugem.

Outro fator que pode comprometer a produtividade da lavoura é a presença de insetos pragas. A lagarta-cartucho (spodoptera) é uma das principais pragas que atacam as lavouras de soja.

Safrinha - A semeadura da segunda safra (safrinha de milho) já começou em Mato Grosso do Sul e deve intensificar-se nos próximos dias, conforme as áreas de soja forem colhidas.

Deixe seu comentário

Leia Também

Crimes Fronteiriços

Veículo Bolíviano será apreendido se não pagar multa

Justiça

Quatro servidores estaduais tornam-se réus em ação penal no STJ

Reconhecimento

Câmara homenageia defensores públicos com título de Cidadão Corumbaense

Educação

Prefeito convoca 50 técnicos de educação infantil aprovados em concurso

Educação

Inep divulga resultado do Enem 2018

Loteria

Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 33 milhões

Justiça

Prefeitura reconhece dívida de R$ 40 mil com a Amapil Táxi Aéreo