Menu
quarta, 21 de agosto de 2019
Campanha Viajar Andorinha - Saudade
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Geral

MPF investiga omissão do Imasul na construção de porto no Rio Paraguai

10 junho 2019 - 15h34Kamilla Marques

O Ministério Público Federal instaurou investigação para apurar possíveis irregularidades na construção de um terminal portuário no Rio Paraguai, no município de Porto Murtinho, fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai. O objetivo é averiguar a veracidade de denúncia recebida pelo MPF que informa que o terminal portuário fluvial Itahum Export Comércio de Cereais Ltda já estaria sendo construído, sem exigência, pelo órgão ambiental de Mato Grosso do Sul (Imasul), de Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e Licença de Instalação para início das obras.

Outra questão apontada na denúncia é a existência de indícios de devastação de vegetação em área de preservação permanente. O patrimônio arqueológico também estaria sob risco, inclusive havendo um documento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) que classificaria o empreendimento como "Nível III, sendo necessária a elaboração do Projeto de Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico” e posterior autorização do órgão.

Após receber duas denúncias com o mesmo teor, o MPF solicitou informações ao Imasul sobre a regularidade do licenciamento. Mesmo reiterando o pedido e encaminhando nova solicitação de informações, o Imasul não prestou esclarecimentos. Por conta disso, o MPF instaurou investigação através de um Procedimento Preparatório.

Foi emitido um ofício ao Imasul, em caráter de urgência, determinando que o órgão se manifeste sobre a denúncia de início das obras de instalação sem a respectiva licença, devastação de vegetação em área de preservação permanente, não exigência de EIA/RIMA e grave risco ao patrimônio arqueológico, com necessidade de produção de relatório de avaliação de impacto arqueológico.

O MPF requisita ainda ao Imasul que informe detalhadamente, com cópia da documentação comprobatória, as providências adotadas em função das solicitações não respondidas, além de encaminhar cópia do processo n. 71/405231/2018 (2018-057023), tendo como requerente a pessoa jurídica Itahum Export Comércio de Cereais Ltda e como atividades "Porto em Geral ou Terminal de Minério, Petróleo e Produtos Químicos, Silos e Armazéns, Usina de Concreto e Estação Elevatória de Esgoto - EEE, a serem instaladas no local "Fazenda Santa Carmen II - Porto Murtinho/MS".

Ofício encaminhado ao IPHAN solicita que o órgão manifeste-se sobre o relato de grave risco ao patrimônio arqueológico, com necessidade de realização de relatório de avaliação de impacto arqueológico, informando as providências adotadas ou determinadas pelo IPHAN com relação à questão. Também foi solicitado o envio ao MPF de cópia integral do processo IPHAN n. 01401.000023/2019-82, no qual consta o Parecer Técnico n. 3/2019 - de 24/01/2019, que enquadra o empreendimento Itahum-Export. como "Nível III, sendo necessária a elaboração do Projeto de Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico”.

O MPF solicitou, ainda, à Polícia Militar Ambiental em Porto Murtinho, em caráter de urgência, a verificação das graves infrações ambientais relatadas, especialmente quanto à devastação da vegetação em área de preservação permanente. Todos os órgãos oficiados têm 10 dias úteis para encaminhar a resposta 

 

Com informações do Ministério Público Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Focos de Queimadas
Vereador pede ações imediatas de combate às queimadas na região
Geral
Câmara aprova concessão de imóvel para Associação de Moradores da Nova Corumbá
Projeto de Lei
Dia do Imigrante pode ser incluído no Calendários Oficial de Eventos da cidade
Geral
Projeto proíbe distribuição ou venda de sacolas plásticas em Corumbá
Geral
Cassems e Hemosul realizam campanha de doação de sangue a partir de quarta-feira em Campo Grande
tempo
Estiagem e baixa umidade do ar mantém tempo nublado nesta terça-feira
Direitos Humanos
Violência atinge mais mulheres que trabalham fora, mostra estudo
Educação
Governo de MS libera R$ 1.5 milhão para 27 projetos de pesquisa selecionadas por edital
Saúde
Doenças respiratórias derrubam estoques de sangue para 20% e Hemosul pede doação
Policial
Polícia Militar recupera motocicleta roubada

Mais Lidas

Tráfico de drogas
Mulher com drogas no estômago é presa em ônibus que ia para Campo Grande
Focos de Queimadas
Vereador pede ações imediatas de combate às queimadas na região
Pantanal
Turismo de natureza em família na Estrada-Parque
Saúde
Doenças respiratórias derrubam estoques de sangue para 20% e Hemosul pede doação