Menu
quarta, 19 de junho de 2019
Câmara - Basta! Feminicídio não!
Mobile Andorinha
Geral

MPF investiga omissão do Imasul na construção de porto no Rio Paraguai

10 junho 2019 - 15h34Kamilla Marques

O Ministério Público Federal instaurou investigação para apurar possíveis irregularidades na construção de um terminal portuário no Rio Paraguai, no município de Porto Murtinho, fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai. O objetivo é averiguar a veracidade de denúncia recebida pelo MPF que informa que o terminal portuário fluvial Itahum Export Comércio de Cereais Ltda já estaria sendo construído, sem exigência, pelo órgão ambiental de Mato Grosso do Sul (Imasul), de Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e Licença de Instalação para início das obras.

Outra questão apontada na denúncia é a existência de indícios de devastação de vegetação em área de preservação permanente. O patrimônio arqueológico também estaria sob risco, inclusive havendo um documento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) que classificaria o empreendimento como "Nível III, sendo necessária a elaboração do Projeto de Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico” e posterior autorização do órgão.

Após receber duas denúncias com o mesmo teor, o MPF solicitou informações ao Imasul sobre a regularidade do licenciamento. Mesmo reiterando o pedido e encaminhando nova solicitação de informações, o Imasul não prestou esclarecimentos. Por conta disso, o MPF instaurou investigação através de um Procedimento Preparatório.

Foi emitido um ofício ao Imasul, em caráter de urgência, determinando que o órgão se manifeste sobre a denúncia de início das obras de instalação sem a respectiva licença, devastação de vegetação em área de preservação permanente, não exigência de EIA/RIMA e grave risco ao patrimônio arqueológico, com necessidade de produção de relatório de avaliação de impacto arqueológico.

O MPF requisita ainda ao Imasul que informe detalhadamente, com cópia da documentação comprobatória, as providências adotadas em função das solicitações não respondidas, além de encaminhar cópia do processo n. 71/405231/2018 (2018-057023), tendo como requerente a pessoa jurídica Itahum Export Comércio de Cereais Ltda e como atividades "Porto em Geral ou Terminal de Minério, Petróleo e Produtos Químicos, Silos e Armazéns, Usina de Concreto e Estação Elevatória de Esgoto - EEE, a serem instaladas no local "Fazenda Santa Carmen II - Porto Murtinho/MS".

Ofício encaminhado ao IPHAN solicita que o órgão manifeste-se sobre o relato de grave risco ao patrimônio arqueológico, com necessidade de realização de relatório de avaliação de impacto arqueológico, informando as providências adotadas ou determinadas pelo IPHAN com relação à questão. Também foi solicitado o envio ao MPF de cópia integral do processo IPHAN n. 01401.000023/2019-82, no qual consta o Parecer Técnico n. 3/2019 - de 24/01/2019, que enquadra o empreendimento Itahum-Export. como "Nível III, sendo necessária a elaboração do Projeto de Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico”.

O MPF solicitou, ainda, à Polícia Militar Ambiental em Porto Murtinho, em caráter de urgência, a verificação das graves infrações ambientais relatadas, especialmente quanto à devastação da vegetação em área de preservação permanente. Todos os órgãos oficiados têm 10 dias úteis para encaminhar a resposta 

 

Com informações do Ministério Público Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Homem é esfaqueado ao tentar apartar briga
Perfuração era de aproximadamente 7cm
Acidente de trânsito
Homem sofre queda de moto ao tentar desviar de buraco
Apresentava suspeita de fratura
Economia
Azambuja assina decreto que incentiva ampliação de voos e redução de preço das passagens em MS
Meio Ambiente
Polícia Militar Ambiental recebe mais de R$ 1 milhão em equipamentos nesta quarta-feira
Geral
Feira do Imigrante acontece neste sábado, dia 22, no Jardim da independência
Acontecerá das 09 às 15h
Geral
Empresária doa duzentos lençóis para a Santa Casa de Corumbá
Segurança
Polícia Civil dá dicas de segurança para quem vai viajar no feriado prolongado
Combate ao crime ambiental
Operação Corpus Christi da PMA começa nesta quarta-feira
Educação
MPE: Audiência Pública vai buscar soluções para o baixo desempenho da rede de ensino de Ladário
Média do município de 4,4, em escala que vai até 10, é considerado baixo no IDEB. Evento ocorrerá em 26 de junho, às 18h na Escola Municipal Marquês de Tamandaré
Geral
Circuito de Vôlei de Praia vai distribuir R$ 3,4 mil em prêmios

Mais Lidas

Geral
Aos primeiros sintomas da Influenza, população deve procurar atendimento médico
Acidente de trânsito
Ciclistas ficam felidos após atropelamento por hilux
Educação
MPE: Audiência Pública vai buscar soluções para o baixo desempenho da rede de ensino de Ladário
Média do município de 4,4, em escala que vai até 10, é considerado baixo no IDEB. Evento ocorrerá em 26 de junho, às 18h na Escola Municipal Marquês de Tamandaré
Policial
Polícia prende foragido que removeu tornozeleira com faca