Andorinha - Novos ônibus -Campanha 2

Ministério alerta para vacinação contra sarampo e pólio

Por Agência Brasil13 JUL 2018 - 07h36min
A poliomielite atinge geralmente crianças até 4 anos, mas pode contaminar adultosFoto: Tomaz Silva/Arquivo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde fez um alerta, por meio de vídeo, sobre a importância da vacinação de crianças contra o sarampo e a poliomielite. Na gravação, a apresentadora Xuxa Meneghel, escolhida como madrinha da campanha encabeçada pelo governo federal, lembra que pais, mães e responsáveis devem levar seus filhos aos postos de vacinação para receber ambas as duas doses.

“Esse papo de ‘não precisa vacinar não’ é mentira. Quem está falando isso é mentiroso. Tem que vacinar, sim. Se você ama o seu baixinho, se você ama a sua baixinha, vamos vacinar”, reforçou a apresentadora. O vídeo oficial da campanha, agendada para o período de 6 a 31 de agosto, será divulgado pela pasta nas próximas semanas. Devem receber as doses crianças menores de 5 anos.

Sarampo

Doença infecciosa aguda, o sarampo pode ser prevenido pela vacina (Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil)

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano.

Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade. 

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus. Atualmente, entretanto, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, além de casos já identificados em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Rio de Janeiro.

Poliomielite

Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomielite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos de idade, mas também pode contaminar adultos.

A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas, e há semelhanças com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrointestinais – como náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Transparência

Prefeitura gasta R$ 49 mil com enérgetico e barras de cereais para o “Pantanal Extremo”

Ação social

Praça da Nova Corumbá terá posto para vacinar cães e gatos nos dias 17 e 18

Curso

Senac de Corumbá oferece cursos nas áreas de informática, design e beleza

Eventos

Na abertura da Feapan, mercado do boi mostra reação após cheia no Pantanal

Acidente de transito

Motoqueiro sai ferido acidente com carro na 21de Setembro

Policial

Embriagado jovem arrebenta carro na traseira de caminhão

Pantanal

Governo de MS interliga, por estradas, Pantanal isolado