Andorinha 70 anos

Lideranças tentam 'pacto político' para eleger deputados por Corumbá

Por Sylma Lima11 AGO 2017 - 11h14min

Apesar de não ter nomes oficializados para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nas eleições de 2018, prefeito e vereadores tentam fazer o ‘pacto político’ com objetivo de eliminar candidatos que não possuem expressão ou representatividade em Corumbá. Alguns arriscam palpites, contudo, os nomes oferecidos à apreciação popular, não passam de meras especulações. Para colocar a estratégia em ação as lideranças dos dois poderes se reuniram com a imprensa, nesta manhã de sexta-feira,11, no plenário da Câmara Municipal.

Lideranças estão na briga para eliminar candidatos de fora em 2018. Foto: Sylma Lima

O debate girou em torno da importância da cidade ter um representante na Capital para buscar emendas de bancada e favorecer o município com maior entrosamento politico, como já aconteceu durante o mandato do então prefeito Paulo Duarte (PT), que com ajuda do ex governador peemedebista Andre Puccinelli, beneficiaram Corumbá com estações de tratamento de esgoto, galerias e obras de saneamento, além da construção de mais de 1200 unidades habitacionais , UPA Guató entre outras obras de relevância para o município. Na verdade o ‘pacto’ tem objetivo de eliminar candidaturas ‘nanicas’ pautadas na arrecadação monetária , com renuncia na reta final do pleito.

Esse mesmo ‘pacto’ foi feito em outras épocas, mas não funcionou devido aos interesses partidários, entretanto, é importante salientar a disposição do atual presidente do legislativo corumbaense, vereador Evander Vendramini (PP), em levantar a bandeira enfatizando a importância do acordo se consolidar de fato, “estamos esquecidos e dependentes de favores de políticos de outros municípios, e bem menores que o nosso, porque até Miranda consegue eleger deputado, menos Corumbá que possui mais de 60 mil eleitores e poderia eleger dois se unissem esforços em torno de um só nome”

Irailton (Baianinho) foi um dos que apoiaram a idéia em favor do povo.

Para o vereador Irailton Santana (PSDB), o Baianinho, que recentemente teve o mandato cassado e recorreu da decisão na justiça, o pacto é justo e deveria ser levado a sério, “ contrariando interesses pessoais, e levando em conta o bem estar da população. Somos representantes do povo e devemos lutar por melhores condições de vida da nossa comunidade” .

Roberto Façanha (PMDB) desabafou indignado pela falta de maturidade politica na região pantaneira, “ na eleição passada, éramos para ter dois deputados estaduais eleitos, eu apoiei o vereador Marcelo Iunes e sempre coloquei que Corumbá precisava do Ruiter, se tivéssemos dois deputados, hoje, estaríamos tranquilos com dois parlamentares. Essa coordenação tem que começar com a gente, pensando que o candidato da terra é quem vai olhar por nós e fazer um trabalho brilhante. Não pode haver contradição, temos que cumprir com o que falamos. Desde de 1988 apoio somente candidatos de Corumbá. Precisamos assumir esse compromisso para que no próximo ano sejam eleitos candidatos da nossa terra”

O veterano Roberto Façanha (PMDB) disse que não vai apoiar candidato de fora. Fotos: Sylma Lima

Apesar dos esforços dos parlamentares vai ser preciso muito mais que um pacto entre os poderes, mas um entendimento com a comunidade com o lançamento de uma candidatura, cujo nome, tenha empatia popular, caso contrario, novamente candidatos de fora estarão na cidade abocanhando grossas fatias do eleitorado corumbaense, “ como tem feito há muitos anos. E pior que não eleger dois é não eleger nenhum”, concluiu Tadeu Vieira (PDT).

Encontro reuniu imprensa para consolidar apoio à causa. Foto: Sylma Lima

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Eleições 2018

Podemos e PROS se aliam ao PDT de Odilon

Justiça

Defesa analisa decisão para pedir habeas corpus de Puccinelli

Regional

Sanesul comunica falta de água no conjunto Padre Ernesto Sassida

Educação

Inscrições para o Fies terminam neste domingo

Bombeiros

Condutor perde o controle de veículo e colide com árvore na Codraza

Economia

MS deve recuperar crescimento do PIB em 2019

Bombeiros

Homem tem suspeita de fratura ao 'despencar' de telhado em igreja