Andorinha

IPF MS divulga pesquisa de empregabilidade do segmento de turismo do Estado

Por Kamilla Marques14 JUN 2018 - 10h26min
O IPF MS mostra que o setor de turismo em 2018 está em um processo de recuperação nas gerações de empregosFoto: Imagem ilustrativa

Pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF MS) mostra que o setor de turismo em 2018 está em um processo de recuperação nas gerações de empregos. Essa recuperação pode ser observada no primeiro quadrimestre do ano, quando registrou-se um saldo de 466 novos postos de trabalho e com isso um crescimento de 50,44% na comparação ao mesmo período do ano passado. Os principais setores que contribuíram para o resultado foram a agências de viagens, transporte rodoviário, locadoras de veículos, hospedagem e alimentação. O setor de hospedagem e alimentação ganhou maior destaque porque é responsável por 69,93% do total de empregos gerados pelo turismo e apresentou também o maior saldo de empregos deste ano.

“Trata-se de uma tímida melhora, mas que já reflete um discreto aumento da procura por atividades turísticas do Estado”, explica o presidente do Sistema Fecomércio MS, Edison Araújo.

Segundo a economista do IPF MS, Daniela Dias, tem-se que o mês de abril superou os demais meses no número no total de ocupações (gráfico 2) e que o mês de janeiro registrou o maior saldo de empregos do ano (gráfico 1). "Já estamos presenciando uma pequena reação desse segmento, mas ainda são números aquém do necessário para a recuperação plena das atividades do turismo", explica.

Deixe seu comentário

Leia Também

Crimes Fronteiriços

Veículo Bolíviano será apreendido se não pagar multa

Justiça

Quatro servidores estaduais tornam-se réus em ação penal no STJ

Reconhecimento

Câmara homenageia defensores públicos com título de Cidadão Corumbaense

Educação

Prefeito convoca 50 técnicos de educação infantil aprovados em concurso

Educação

Inep divulga resultado do Enem 2018

Loteria

Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 33 milhões

Justiça

Prefeitura reconhece dívida de R$ 40 mil com a Amapil Táxi Aéreo