Matrículas - Sesi

Incêndio em parque estadual de MS consumiu cerca de cinco mil hectares

Por G1-MS17 OUT 2017 - 10h06min
Incêndio começou na última quinta-feira (12).Foto: PRF/Divulgação

O incêndio no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, que abrange os municípios de Jateí, Naviraí e Taquarussu, no sul de Mato Grosso do Sul, consumiu até o momento cerca de cinco mil hectares da área de preservação, segundo estimativa do Corpo de Bombeiros.

Segundo major Leonardo Congro, comandante do batalhão de Fátima do Sul, os focos de incêndio estão distantes uns dos outros, o que dificulta o deslocamento das equipes de combate.

Diante dessa dificuldade, estão estudando a possibilidade de ter o apoio aéreo para combater as chamas que começaram no último dia 12 de outubro. O G1 aguarda retorno da Secretaria do Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), responsável pelo helicóptero da Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo (CGPA), sobre o envio do helicóptero ao local.

Desde segunda-feira (16) militares do Corpo de Bombeiros de Fátima do Sul, Ivinhema, Nova Andradina e Naviraí foram enviados para o combate depois do reconhecimento aéreo do local atingido, com apoio de equipe de helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Da sede do parque – com área de 73.345,15 hectares - até o local do incêndio, os bombeiros enfrentaram viagem de aproximadamente uma hora de barco e duas horas de caminhada. Imagens áreas do local apontam linha de fogo de aproximadamente dois quilômetros de extensão.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Fuga

Interno não consegue entrar com celular e foge do semiaberto

Serviço

Testes na nova ETA de Ladário pode causar falta de água até sábado (25)

Otimismo

Aumenta vagas de emprego no comércio de MS

Comunicado

Prorrogada publicação dos classificados no processo seletivo da Fundtur

Educação

Governo finaliza compra de uniformes, kits e merenda escolar para 2018

Economia

Com R$ 1,6 bilhão de MS, volume contratado do FCO em 2017 já é recorde histórico no País

Conflito territorial

Fazenda Baía da Bugra em Porto Esperança é invadida por indígenas