Matrículas - Sesi

Hospital Cassems de Nova Andradina realiza atividades de conscientização para doação de órgãos

Por Assessoria27 OUT 2017 - 09h19min
O objetivo é esclarecer dúvidas e formar disseminadores de uma ação que pode salvar vidas.Foto: Divulgação

O número de transplantes de órgãos no Brasil aumentou em 15,7% no primeiro semestre de 2017, se comparado ao mesmo período do ano passado. Com essa porcentagem o país se mantém em um nível intermediário em um ranking de doações no mundo. No entanto o índice poderia ser mais satisfatório se a população tivesse mais acesso a informação sobre doação de órgãos.

Nesse sentido o Hospital da Cassems de Nova Andradina, em parceria com o Colégio Objetivo, realizou, nesta quarta-feira (25), uma grande ação envolvendo palestras e muito debate sobre a importância da doação de órgãos para salvar vidas. Durante o dia houveram duas conversas com alunos de diversas unidades escolares, com o médico nefrologista de Dourados, Antônio Pedro e a noite houve um grande evento, que lotou a Câmara de Vereadores, com as enfermeiras, Claire Miozzo e Ana Paula Silva das Neves, da Central Estadual de Doação de Órgãos e da Organização de Procura de Órgãos da Santa Casa (OPO).

De acordo com o diretor de unidades hospitalares da Cassems, Flávio Stival, debater assuntos como este na Caixa de Assistência é de suma importância, pois o objetivo principal do trabalho realizado todos os dias é salvar vidas. “A ideia nesta noite é formar disseminadores de uma ação tão importante, que ao mesmo tempo é cercada de dúvidas, medos e tabus, pois é tomada no ato da morte e da dor da perda, por isso que precisamos conscientizar que a doação de órgãos é um gesto de amor e pode salvar muitas vidas. Nosso objetivo é ampliar o debate do tema em toda a nossa rede própria, principalmente nas unidades hospitalares”, ressalta.

Para o gerente do Hospital Cassems de Nova Andradida, Eliezer Branquinho, o momento foi de um debate riquíssimo e que com certeza tirou muitas dúvidas e abriu a mente das pessoas sobre o tema. “Sou um defensor da doação de órgãos e um lutador para que este assunto saia do preconceito e seja normalizado nos campos de debates, por isso promovemos estas ações para os estudantes e para toda a sociedade. Foi uma discussão riquíssima e que nos mostrou o quanto podemos ser solidários, demonstrar nosso amor ao próximo, ao comunicar nossas famílias da vontade que temos de doar órgãos após partirmos”, disse.

Na ocasião a enfermeira Claire Miozzo, da Central Estadual de Transplantes de Órgãos, explicou detalhadamente sobre as legislações e procedimentos que são necessários para que as pessoas se tornem doadores de órgãos e como funciona todo o processo da captação. “As famílias precisam estar informadas da vontade do doador, a captação e o transporte do órgão é de responsabilidade do SUS e momentos como este são importantíssimos para disseminarmos as informações necessárias para que esse momento se torne uma rotina nos hospitais e possamos cada vez mais salvar vidas, afinal a única certeza que temos é que um dia partiremos e saber que ainda podemos ter um gesto único como o de salvar vidas deve ser motivo de orgulho e não de medo”, explica.

A enfermeira da OPO da Santa Casa, Ana Paula Silva das Neves, explicou um pouco sobre como ocorre a ação da captação em si e ressaltou que o diagnóstico de morte encefálica no Brasil é um dos mais seguros do mundo. “Temos exames que garantem a morte encefálica, todo um processo de acolhimento e esclarecimento para as famílias dos doadores e uma estrutura para que a captação seja realizada dando garantias de que a família poderá se despedir do seu ente querido sem haja nenhum dano ao corpo do doador”, conclui.

Atualmente a Central Estadual de Doação de Órgãos de Mato Grosso do Sul já realizou a captação de 15 corações, 868 córneas, 40 corações parados para valvas, 80 fígados, 5 pâncreas, 2 pulmões e 218 rins. A batalha é para que este número aumente cada vez mais.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Combate ao tráfico

Polícia Civil estoura ‘boca’ no Loteamento Pantanal

Procon

Empresas são autuadas por impedirem reserva de passagens interestaduais gratuitas

Emprego

Mercado de Trabalho de MS inicia recuperação e gera mais de 700 vagas em outubro

Educação

IFMS divulga gabarito do Exame de Seleção para os cursos técnicos

Brasil

Presídios terão banco de dados sobre situação de detentos

Concorrência

Ônibus vai operar de Corumbá para Capital com fretagem a R$ 140 ida e volta

Segurança

Receita doa câmeras ao Município e amplia videomonitoramento na fronteira