Menu
sábado, 16 de fevereiro de 2019
Andorinha promoção 2019 (Grande 1260x100)
Andorinha Promoção 2019 - Mobile
Geral

Homem que matou por causa de moai vai a júri 22 anos depois do crime

13 julho 2018 - 08h44Campo Grande News

Aparecido Lourenço dos Santos acusado de matar Ivan Bispo da Silva a tiros, em dezembro de 1996, passará por júri popular na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, nesta sexta-feira (13). Conforme a denúncia, o crime ocorreu quando a vítima cobrava o pagamento de um moai.

Segundo a acusação, Aparecido matou Ivan a tiros, no dia 22 de dezembro de 1996, por volta das 18 horas, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande. Na companhia do irmão, a vítima teria ido até a residência do acusado para cobrar uma dívida relativa a um moai. Contudo, ao chegar no local, o réu teria efetuado os disparos de arma de fogo, atingindo fatalmente a vítima.

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) pontuou na denúncia, que o motivo do crime seria torpe, pois o acusado teria matado a vítima porque ela lhe devia dinheiro. Ainda segundo a acusação, Aparecido cometeu homicídio doloso qualificado por motivo torpe.

Em alegações finais, o Ministério Público pugnou pela pronúncia do acusado, nos termos da denúncia, e a defesa pleiteou a absolvição sumária.

Andamento atípico - O processo teve um andamento atípico para as varas do júri da Capital, que costumam ter andamento rápido dos processos. Neste, em especial, houve contratempos, já que a ação foi destruída em 2000 e o réu foi citado por edital.

Em 2009, o processo foi arquivado aguardando a captura do réu, que ocorreu anos mais tarde, sendo o feito reativado em junho de 2015, com oferecimento de denúncia.

Em janeiro de 2016, o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida impronunciou o acusado, diante da falta de elementos suficientes de autoria. Houve recurso e o Tribunal de Justiça reformou a sentença de impronúncia, determinando que o acusado seja submetido a júri popular.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Convocados na 3ª chamada do Sisu devem fazer a matrícula no IFMS nesta sexta-feira
Serviços Públicos
Câmara reativa aplicativo WhatsApp para atender população corumbaense
Lançamento carnaval 2019
Carnaval terá shows nacionais de Tattau e Terra Samba
Incêndio
Casa pega fogo enquanto mãe leva filhos na escola
Entupimento do canal
Bombeiros enfrentam ‘baceiro’ para resgatar jovem doente no Taquari
Choque violento
Fuzileiro naval e companheira morrem ao bater moto em traseira de caminhão
Barragem
MPF pede nova vistoria em barragens de Corumbá
Barragens
Imasul apresenta relatório da vistoria da força-tarefa em barragens de Corumbá
Arquive-se
MP publica primeira relação de arquivamento em massa de investigações
Portal da Transparência
Prefeito de cidade do MS assina compromisso com o MP de aplicar a lei

Mais Lidas

Choque violento
Fuzileiro naval e companheira morrem ao bater moto em traseira de caminhão
Lesão corporal grave
Homem espancado na saída de pagode tem perdas de dentes e traumatismo craniano
Justiça
Acusada de ‘mensalinho’ pastora Lilian consegue benefício de prisão domiciliar
Policial
Polícia recupera tv furtada e devolve para proprietária em Ladário