Menu
quarta, 03 de junho de 2020
Andorinha - Medidas Preventivas Coronavírus
Andorinha - medidas preventivas
Geral

Governo deve contratar professor para acompanhar aluna com síndrome de down

13 julho 2019 - 07h57Correio do Estado

Desembargadores da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negaram recurso interposto pelo Governo do Estado e mantiveram sentença de primeiro grau, que condenou o Estado a disponibilizar, de forma permanente, um professor de apoio para acompanhamento educacional especial de uma estudante de 11 anos, portadora de síndrome de Down.

Segundo consta no processo, a menina estudo no 2º ano de uma escola estadual no interior do estado e não está alfabetizada por conta da ausência de um professor para acompanhamento de pessoa com deficiência. Responsáveis pela estudante fizeram a solicitação do profissional, mas foram avisados, pela direção da escola, de que não haveria contratação de professor de apoio, alegando que apenas crianças entre 7 e 9 anos têm este direito.

Ministério Público Estadual ingressou com ação para que o governo disponibilizasse o docente, visto que a ausência do mesmo prejudicaria a aprendizagem. Além disso, alegou que a menina estuda na mesma escola desde os 7 anos e nunca houve o acompanhamento.

Em primeiro grau, juiz determinou a contratação de forma permanente. Estado recorreu.

Relator em substituição legal do processo, juiz José Eduardo Neder Meneghelli, afirmou que a Constituição Federal e a legislação infraconstitucional brasileira preveem a educação como direito fundamental de absoluta prioridade, sendo dever do Estado sua promoção, garantia e efetivação, e lembrou que, especificamente quanto às pessoas portadoras de deficiência, a Carta Magna prevê a garantia de atendimento educacional especializado aos mesmos.

“Comprovada a dificuldade de aprendizado da infante é imprescindível a adequação curricular e a presença de monitor para seu desenvolvimento eficiente. Assim, é patente a obrigação do Estado de MS disponibilizar à parte autora acompanhamento educacional especializado, por meio de professor de apoio, a fim de assegurar a qualidade da educação da estudante”, disse, em sua decisão.

Diante disso, ele negou provimento ao recurso do Estado e manteve a decisão para a contratação permanente do profissional para acompanhamento da estudante.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Saiba como conferir se o CPF foi usado em fraude no Auxilio Emergencial
Entrevista
TSE: Calendário eleitoral não muda e tudo segue normalmente
Imunização
Vacinação da H1N1 é ampliada para todas as idades até 30 de junho
Gestão
Comitê planeja processo de retomada do desenvolvimento pós pandemia em MS
Na Assembleia
Governo quer prorrogar Refis de ICMS até 15 de julho
Melhoramentos
Ladário recebe investimento de R$ 3 milhões na rede de água e tem mais de 7 km da rede de esgoto ampliada
Corumbá
Moto recuperada no Cristo já estava na linha de desmonte
Corumbá
Motorista escapa ileso de colisão com caminhão
Curva Ascendente
Corumbá teve aumento de 25 novos casos de Covid-19 em 10 dias
Meteorologia
MS tem máxima de 29°C nesta quarta-feira

Mais Lidas

Corumbá
Cinco pessoas são presas com mais de 2 quilos de maconha
Corumbá
Mulher é surpreendida com rato preso no painel do carro
Aquidauana
Delegado investigado por furto de 101 quilos de cocaína em MS volta para prisão
Fogo
Incêndio destrói parte de locomotiva na região da Laginha