Matrículas - Sesi

Governo convoca 1,5 mil candidatos para segunda fase do concurso de Agente de Polícia Judiciária

Por Portal do MS19 OUT 2017 - 10h34min
Segunda fase é composta por avaliação médico-odontológica e será realizada de 6 a 12 de novembro.Foto: David Majella

Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (19.10) traz a convocação de 1589 candidatos classificados na primeira fase do concurso da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul para a função de Agente de Polícia Judiciária, para realizar a avaliação médico-odontológica.

Do total de convocados, 1158 candidatos concorrem às 80 vagas de escrivão, e 431 candidatos que concorrem as 100 vagas de investigador. A avaliação médico-odontológica será realizada de 6 a 12 de novembro na Academia de Polícia Civil Delegado Julio Cesar da Fonte Nogueira (Acadepol) com endereço na rua Delegado Osmar de Camargo, s/n, Bloco XV, Parque dos Poderes.

O período para impressão e pagamento do boleto referente à taxa da avaliação médico-odontológica será das 8 horas, do dia 19 de outubro, até às 17 horas de 24 de outubro (horário de MS) na área do candidato no site da Fundação de Apoio a Pesquisa, ao Ensino e a Cultura de MS (Fapems). Após pagamento da guia o candidato deverá agendar o melhor horário de 6 a 12 de novembro, data em que serão avaliados e deverão apresentar resultados dos 17 exames listados no edital.

De acordo com o secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, os candidatos aprovados para as duas funções – escrivão e investigador – deverão apresentar somente uma via original dos exames solicitados. “É a primeira vez que o Estado realiza um concurso neste formato, onde o candidato teve a oportunidade de concorrer para mais de um cargo. Temos aproximadamente 130 candidatos que foram aprovados para as duas funções de agente de polícia. Nesses casos específicos, o candidato pagará somente uma guia e uma só avaliação servirá para que o candidato prossiga na concorrência pelas duas vagas” destaca Assis.

A avaliação médico-odontológica possui caráter eliminatório, e todos os exames e laudos deverão ter obrigatoriamente o nome do candidato. Serão eliminados do concurso: candidatos que forem considerados inaptos para o exercício da função; que não comparecerem na data e horário previstos; que não entregarem todos os exames; ou que não cumprirem os procedimentos estabelecidos em edital.

A publicação completa pode ser conferida a partir da página 2.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Estratégia

Fiscalização pode deixar passageiros da Siriema a pé

Transporte

Seriema não quebra monopólio e terá que atuar dentro da lei da fretagem

Alerta

Consumidor deve desconfiar de grandes descontos em Black Friday, diz Procon

Em pauta

Prefeito discute medidas para cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal

Evento

Interessados em participar das oficinas do VI Fegasa devem se inscrever até 28 de novembro

Internacional

América Latina joga 145 mil toneladas de lixo orgânico por dia em aterros

Política

Anthony Garotinho e Rosinha são presos no estado do Rio