Matrículas - Sesi

Fazendeira do Paraguai Mirim é multada em R$ 5 mil por degradação de matas ciliares

Por Gesiane Medeiros18 OUT 2017 - 11h21min
Havia vestígeos de incêndio no local.Foto: Divulgação/PMA

Mulher de 43 anos, proprietária de fazenda às margens do Paraguai Mirim, em Corumbá foi multada pela Polícia Militar Ambiental, durante fiscalização fluvial na região. Equipe avistou uma derrubada da vegetação dentro da área protegida de preservação permanente (APP) de matas ciliares do rio. A fazendeira executava o desmatamento sem autorização ambiental e havia vestígio de incêndio, apesar da autora negar ter utilizado fogo no local.

A PMA interditou as atividades e a fazendeira foi autuada administrativamente e multada em R$ 5 mil pelo desmatamento de área protegida ilegalmente. Ela também responderá por crime ambiental de degradar área de preservação permanente (APP) e, se condenada, poderá pegar pena de detenção de um a três anos.

A autuada deverá apresentar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental.

Deixe seu comentário

Leia Também

Estratégia

Fiscalização pode deixar passageiros da Siriema a pé

Transporte

Seriema não quebra monopólio e terá que atuar dentro da lei da fretagem

Alerta

Consumidor deve desconfiar de grandes descontos em Black Friday, diz Procon

Em pauta

Prefeito discute medidas para cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal

Evento

Interessados em participar das oficinas do VI Fegasa devem se inscrever até 28 de novembro

Internacional

América Latina joga 145 mil toneladas de lixo orgânico por dia em aterros

Política

Anthony Garotinho e Rosinha são presos no estado do Rio