Andorinha 70 anos

Evo Morales quer calar Cristãos com novo plano de poder

Por José Carlos Cataldi11 JAN 2018 - 11h01min
Evo Morales mudou a Constiutição e causou o conflito generalizadoFoto: Correio do Estado

Questão de fundo dos protestos iniciados pelos médicos bolivianos na fronteira com o Brasil vai muito além de mera tentativa de impedir o ingresso de ‘espiões cubanos travestidos em concorrentes profissionais’. Cristãos denunciam que nova lei penal imposta por Evo Morales é incisiva perseguição aos religiosos para estabelecer ditadura castrista.

Aos poucos o novo código penal boliviano, como proposto,  vai sendo desvendado. Prevê prisão de 7 a 12 anos para quem pratique, transporte, ou acolha religiosos e seus seguidores. Evangélicos das mais diversas denominações se levantam para exigir que a Assembléia legislativa revogue as normas que, inclusive, impedem manifestações públicas.

A Conferência Episcopal da Igreja Católica também adere ao protesto. Critica os artigos 88, 309, 310 e 311 da lei nova, por tornarem crime, comentários sobre o governo que violem ‘segredos’ ou sejam considerados caluniosos, infamantes ou difamatórios, a critério de Morales, para quem os protestos são ‘manobras conspiratórias contra o processo de mudança’.

O novo código ainda em fase de aprovação pode calar cerca de 2 milhões de evangélicos. O pastor Miguel Machaca Monroy, presidente das Igrejas Evangélicas de La Paz denuncia que Morales não quer permitir que os religiosos cristãos prestem ajuda aos necessitados. Até os aprisionados pelo vício das drogas serão prejudicados, segundo diz.

Igrejas das mais diversas denominações mantêm declaração de Cochabamba, indicando que a Bolívia se encontra em estado de emergência. Estão previstas novas manifestações de oposição nas fronteiras.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Resgate

Bombeiros capturam sucuri em roda de veículo no centro

Acidente de transito

Motociclista perde dentes e fratura braço ao colidir com carro

debate

Líderes debatem negociação e articulação na Fronteira e Pantanal

Fiscalização

Autuado ruralista em R$ 5 mil por depositar lixo de forma e local inadequados

Concurso Público

Fapec realizará nesse domingo concurso do MP-MS para estagiários

Política

Dagoberto Nogueira debate sobre as áreas de livre comércio em Corumbá

Policial

Assaltante amarra fazendeiro e rouba veículo avaliado em mais de R$ 100 mil