Menu
sexta, 20 de setembro de 2019
Câmara de Campo Grande - 120 de Campo Grande
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Saudade
Geral

Em nota, ex-secretário de governo nega envolvimento com JBS

05 setembro 2019 - 10h07Kamilla Marques

Em nota, o ex-secretário de governo de Reinaldo Azambuja repudia a ação da polícia em que seu nome teria sido veiculado na imprensa com possível envolvimento com o frigorífico JBS. Confira a nota na íntegra:

“Como se tornou de conhecimento público, investigação da Polícia Federal levou nesta semana a mim e a minha mulher a sermos ouvidos em Campo Grande, a fim de prestarmos esclarecimentos que as autoridades buscam sobre supostas irregularidades em incentivos fiscais concedidos a um grupo frigorífico. A mesma apuração, em 2018, resultou em inexplicável mandado de prisão expedido contra minha pessoa.

Atuei por anos, e até hoje mantenho atividades, no setor rural de Mato Grosso do Sul, estando envolvido com uma pecuária reconhecida como uma das melhores do mundo, resultando na geração de empregos e renda e sempre pautado pela lisura de minhas atividades. Paralelamente, atendi a chamados vindos da sociedade e adentrei à vida pública, como prefeito de Porto Murtinho e colaborador da administração estadual, atividades exercidas com responsabilidade dobrada por representarem um dever para com nossa gente.

Não vejo erros em minha conduta política e empresarial, mesmo que, com a condução dos trabalhos de investigação até aqui, pareça que o “erro” foi ter trabalhado à exaustão como produtor rural, ajudando a fortalecer a balança comercial de Mato Grosso do Sul. Contudo, faz-se mais que necessário deixar clara minha indignação em relação às ilações sobre a participação de minha mulher neste suposto esquema criminoso que pauta as autoridades policiais.

Maria Lúcia é pessoa ética, honesta e preocupada com o bem-estar de nossa gente. Sempre esteve envolvida em causas sociais, dedicando tempo e esforços na construção de uma sociedade mais justa e distante dos desvios que se buscam rotular a agentes públicos.

Meu dever como cidadão, exercido aqui sem nenhuma relutância, é o de estar sempre à disposição das autoridades para esclarecer dúvidas que possam vir a surgir em meio ao trabalho investigatório quanto a possíveis malfeitos. No entanto, também me reservo ao direito de contestar suspeitas que recaiam sobre minha família, rechaçando-as e negando, veementemente, quaisquer irregularidades que venham a ser atribuídas a nós.

Por fim, reforço meu comprometimento em estar à disposição da Polícia Federal ou outras autoridades para prestar todas as informações que julgarem necessárias, com respeito às instituições e ao próprio Estado Democrático de Direito, tendo absoluta certeza de que, ao final, obteremos a certificação de que não erramos em nossa conduta.

Nelson Cintra Ribeiro”

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Vereador pede melhorias na estrutura da unidade de saúde da Nova Corumbá
comunicação
Vereador volta cobrar lojas de operadoras de telefonia na cidade
Geral
Semana nacional do trânsito: vistoria veicular contribui para segurança nas vias
Policial
Polícia Militar recupera motocicleta roubada
Esporte e Lazer
Vereador reivindica área de lazer para atender comunidade do Maria Leite
Policial
Foragido chama a polícia após levar tiro e acaba preso
Geral
Sesc Corumbá recebe 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos
Acontece de 26 a 28 de setembro
Campanha
Meio Ambiente apresenta resultado da campanha “Na Sombra de uma Árvore”
Cidade
Na Câmara, vereador pede recadastramento imobiliário de Corumbá
Dia das Crianças
Dia das Crianças: concurso de frases tem inscrições abertas em Corumbá

Mais Lidas

Policial
Foragido chama a polícia após levar tiro e acaba preso
Campanha
Meio Ambiente apresenta resultado da campanha “Na Sombra de uma Árvore”
Dia das Crianças
Dia das Crianças: concurso de frases tem inscrições abertas em Corumbá
Cidade
Na Câmara, vereador pede recadastramento imobiliário de Corumbá