Menu
segunda, 09 de dezembro de 2019
Câmara de Vereadores - Campo Grande - Seja Cidadão - Viva
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Felicidade
Geral

China paga 70% mais caro por carne brasileira

02 dezembro 2019 - 09h33Súzan Benites

Com o aumento do preço da carne muito se fala em exportação para o mercado chinês. Enquanto no mercado interno a arroba do boi gordo custa R$ 211 (cotação de Campo Grande), a China paga R$ 360,60 pela arroba da carne brasileira.

As exportações brasileiras de carne bovina fecharam o mês de outubro com recorde em faturamento e nos volumes embarcados. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o volume exportado somente em outubro foi de 185.537 toneladas, crescimento 15% em relação ao mesmo período do ano passado.  O resultado representa o maior volume mensal já embarcado pelo País e o maior faturamento em um mês. Em relação ao faturamento, o mês fechou com receita de US$ 808,4 milhões, 30% acima do mesmo mês em 2018.

De acordo com as informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-Esalq), os valores pagos pelo mercado externo variam conforme o país. A China pagou, em outubro, US$ 5,67 pelo quilo da carne brasileira, considerando a arroba (15kg) o valor pago pela arroba é de US$ 85,05. Com o dólar cotado a R$ 4,24, o valor pago ao exportador brasileiro é em média de R$ 360,60 por arroba.

Ainda entre os asiáticos, Hong Kong paga valor semelhante ao que o mercado interno tem pago. O quilo foi comercializado a US$ 3,21 ou US$ 48,15 a arroba, o equivalente a R$ 204,15. O valor pago pelo Irã ao exportador foi de US$ 3,55 o quilo-US$ 53,25 a arroba-ou R$ 225,77 a cada 15kg. Os Emirados Arábes Unidos pagam R$ 244,86 pela arroba do gado brasileiroe a Arábia Saudita R$ 218,78.

Segundo o presidente da Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidores de Carne (Assocarnes-MS), Sérgio Capuci, o custo para produzir carne para o mercado exportador também é maior para o produtor brasileiro. “Exige um preço de produção mais alto. É uma carne extremamente limpa, sem gorduras e somente para os animais com idade de aproximadamente 30 meses. Não é qualquer animal. Você acaba reduzindo o volume de produção, exige muito mais trabalho”, explicou. 

A arroba do boi apresentou grande valorização no mercado interno brasileiro nos últimos dias. Em 15 de outubro a arroba do boi gordo em Mato Grosso do Sul custava R$ 155,50, conforme dados da Scot Consultoria. Na última semana de novembro a arroba está cotada a R$ 209,00 no Estado, aumento de 34% em pouco mais de um mês. A alta procura lá fora, e a escasssez de carne para o mercado interno, elevou o preço para o consumidor. Na sexta-feira, o preço do quilo de carne em Campo Grande variava R$ 19,90 (músculo) e R$ 71,90 (picanha).

ESTADOS UNIDOS

Os Estados Unidos  mantém o veto para a reabertura de seu mercado para a carne bovina in natura do Brasil. Durante a inauguração do complexo industrial da Coamo, em Dourados, que ocorreu no dia 25 de novembro, a ministra Tereza Cristina disse que ainda não tem boas notícias em relação a situação em que se encontra a exportação da carne para o país americano, mas que se trata de uma suspensão temporária.

Caso o Brasil estivesse apto à comercializar carne bovina para o país norte-americano, o valor da arroba seria mais que o dobro do que é pago ao mercado inteno. O quilo da carne in natura custa US$ 8,06, o que representa US$ 120,90 por arroba, considerando o dólar a R$ 4,24, cada arroba seria vendida aos Estados Unidos por R$ 512,60.

O Correio do Estado ainda teve acesso aos valores pagos por países da Europa, África e América do Sul. O valor mais baixo é pago pelo Egito onde a carne brasileira recebe US$ 2,99 por quilo, ou US$ 44,85 por arroba (R$ 190,16). Para o Chile o produto brasileiro é comercializado a US$ 54,90 a arroba, ou R$ 232,77. 

A Itália paga R$ 379,04 por arroba, o que significa US$ 89,40 pelos 15 kg  e US$ 5,96  a cada quilo. Nos Países Baixos (Holanda) a arroba do boi  brasileiro chega a US$ 104,70, um total de R$ 443,91.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Busca continua
Homem que caiu no rio Paraguai continua desaparecido
Trânsito
Motociclista fratura nariz em queda acidental de moto
Trânsito
Colisão entre carro e moto causa fratura e multiplos ferimentos em mulher
Contra o abandono animal
Hoje (7) tem adoção Pet no CCZ de Campo Grande
Oportunidade
IFMS abre inscrições para especialização gratuita em docência
São ofertadas 200 vagas em Campo Grande, Corumbá, Jardim, Ponta Porã e Três Lagoas. As inscrições seguem até 9 de janeiro
Pesquisa
Natal e Ano Novo devem movimentar R$ 48,8 milhões no comércio de Corumbá e Ladário
Jovens e Adultos
Participantes já podem conferir os resultados do Encceja
Consumidor
Corumbá firma convênio com TJ para conciliação e mediação de conflitos
Posse
“A Polícia Federal precisa ampliar sua estrutura na região”, afirma o novo delegado da PF em Corumbá
Polícia Federal
Posto de Controle Migratório Terrestre na fronteira é ampliado

Mais Lidas

Busca continua
Homem que caiu no rio Paraguai continua desaparecido
Trânsito
Motociclista fratura nariz em queda acidental de moto
Trânsito
Colisão entre carro e moto causa fratura e multiplos ferimentos em mulher
Contra o abandono animal
Hoje (7) tem adoção Pet no CCZ de Campo Grande