Menu
domingo, 17 de novembro de 2019
Prefeitura de Corumbá - Eco Pantanal Extremo
Mobile - Campanha Viajar Andorinha - Abraço
Geral

Capacitação em Operações Penitenciárias no RJ preparam agentes da Agepen para situações de Alto Risco

17 outubro 2019 - 09h01Keila Oliveira/Agepen

Duas agentes penitenciárias de Mato Grosso do Sul concluíram este mês o Curso de Operações Penitenciárias de Alto Risco Feminino (COPAR-FEM), realizado na capital do Rio de Janeiro. Foram capacitadas as agentes Marilene da Silva Souza e Dilma Colman Delbane, integrantes do Comando de Operações Penitenciárias (COPE) .

A qualificação teve como foco ampliar e aprimorar a tática individual de combate de cada participante, assim como desenvolver métodos operacionais em situação de risco, e atuar no gerenciamento de crises.

A capacitação ocorreu entre 30 de setembro e 11 de outubro e contou com operacionais femininas de várias forças de segurança. Realizado no Centro de Instrução Especializada e Instituições Externas (Ciesp), ligado à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) do Rio de Janeiro, o curso teve carga horaria de 103 horas/aulas e contou e evolveu assuntos como patrulha, ordem unida, defesa pessoal, tiro, APH tático, treinamento físico operacional, dentre outros.

“Foi uma experiência riquíssima e inédita, um curso com padrões altíssimos e o primeiro formulado só para mulheres, respeitando na medida do possível à fisiologia feminina, mantendo o padrão de qualidade necessária; fez cada dia valer a pena”, assegurou a agente Marilene.

Segundo ela, foram realizadas instruções de patrulha e inserções em comunidades do Rio de Janeiro, treinamento na base do Bope, na ilha grande, onde foi possível conhecer todo o complexo de Bangú, a história dos presídios do Brasil em Ilha Grande, instrução com a equipe do CIESP, entre outras. “A máxima de quando o corpo não aguenta a moral sustenta realmente fez valer, o desgaste físico foi grande, mas nunca pensamos em desistir, estávamos representando nosso Estado”, ressaltou a servidora.

Marilene pontuou ainda que a participação no curso também é uma forma de se capacitarem para serem multiplicadoras junto aos demais servidores, buscando elevar o nível operacional do Cope/Agepen.

O curso é um dos mais difíceis na área de operações penitenciárias, com alto nível de dificuldade. Foto: Divulgação

Para comandante do Comando de Operações Penitenciárias em exercício, Richard Dias, esse curso é um dos mais difíceis na área de operações penitenciárias, com alto nível de dificuldade de ser concluído. “Ter integrantes do COPE capacitadas é muito importante para lidar com dificuldades do dia a dia, além de conhecerem outra realidade. Tal conhecimentos poderão ser utilizados aqui, principalmente na multiplicação de experiência. Com certeza conseguiremos aumentar nossa eficácia de atuação”, destacou Richard.

Como o curso foi institucional, com vagas oferecidas a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) pela SEAP/RJ, além da capacitação, foram oferecidos alojamento e alimentação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trânsito
Colisão causa escoriações e fratura em motociclista
Serviço
Caminhão da Energisa fica no Fasp 2019 até domingo (17)
Fasp 2019
Lounge gastronômico do Fasp prestigia a carne de Jacaré com receitas que são a cara de MS
Restituição
Receita paga segunda (18) R$ 27,3 milhões do Imposto de Renda em MS
Apressados
Mais de 90 ultrapassagens indevidas são registradas no primeiro dia da operação Proclamação da República
Acompanhamento
IBGE realiza Pesquisa Nacional de Saúde em 53 municípios de Mato Grosso do Sul
Mudança
Com redução do ICMS etanol ganha maior competitividade no mercado
Clima e Tempo
Sol aparece e temperaturas voltam a subir; Corumbá pode ter máxima de 34°C
Milícia Armada
Juiz e advogados trocam farpas sobre Lei de Abuso de Autoridade
Alimentação
Ministério da Saúde lança campanha contra obesidade infantil

Mais Lidas

Trânsito
Colisão causa escoriações e fratura em motociclista
Serviço
Caminhão da Energisa fica no Fasp 2019 até domingo (17)
Apressados
Mais de 90 ultrapassagens indevidas são registradas no primeiro dia da operação Proclamação da República
Mudança
Com redução do ICMS etanol ganha maior competitividade no mercado