Menu
quarta, 03 de junho de 2020
Andorinha - Medidas Preventivas Coronavírus
Andorinha - medidas preventivas
Geral

Capacitação em Operações Penitenciárias no RJ preparam agentes da Agepen para situações de Alto Risco

17 outubro 2019 - 09h01Keila Oliveira/Agepen

Duas agentes penitenciárias de Mato Grosso do Sul concluíram este mês o Curso de Operações Penitenciárias de Alto Risco Feminino (COPAR-FEM), realizado na capital do Rio de Janeiro. Foram capacitadas as agentes Marilene da Silva Souza e Dilma Colman Delbane, integrantes do Comando de Operações Penitenciárias (COPE) .

A qualificação teve como foco ampliar e aprimorar a tática individual de combate de cada participante, assim como desenvolver métodos operacionais em situação de risco, e atuar no gerenciamento de crises.

A capacitação ocorreu entre 30 de setembro e 11 de outubro e contou com operacionais femininas de várias forças de segurança. Realizado no Centro de Instrução Especializada e Instituições Externas (Ciesp), ligado à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) do Rio de Janeiro, o curso teve carga horaria de 103 horas/aulas e contou e evolveu assuntos como patrulha, ordem unida, defesa pessoal, tiro, APH tático, treinamento físico operacional, dentre outros.

“Foi uma experiência riquíssima e inédita, um curso com padrões altíssimos e o primeiro formulado só para mulheres, respeitando na medida do possível à fisiologia feminina, mantendo o padrão de qualidade necessária; fez cada dia valer a pena”, assegurou a agente Marilene.

Segundo ela, foram realizadas instruções de patrulha e inserções em comunidades do Rio de Janeiro, treinamento na base do Bope, na ilha grande, onde foi possível conhecer todo o complexo de Bangú, a história dos presídios do Brasil em Ilha Grande, instrução com a equipe do CIESP, entre outras. “A máxima de quando o corpo não aguenta a moral sustenta realmente fez valer, o desgaste físico foi grande, mas nunca pensamos em desistir, estávamos representando nosso Estado”, ressaltou a servidora.

Marilene pontuou ainda que a participação no curso também é uma forma de se capacitarem para serem multiplicadoras junto aos demais servidores, buscando elevar o nível operacional do Cope/Agepen.

O curso é um dos mais difíceis na área de operações penitenciárias, com alto nível de dificuldade. Foto: Divulgação

Para comandante do Comando de Operações Penitenciárias em exercício, Richard Dias, esse curso é um dos mais difíceis na área de operações penitenciárias, com alto nível de dificuldade de ser concluído. “Ter integrantes do COPE capacitadas é muito importante para lidar com dificuldades do dia a dia, além de conhecerem outra realidade. Tal conhecimentos poderão ser utilizados aqui, principalmente na multiplicação de experiência. Com certeza conseguiremos aumentar nossa eficácia de atuação”, destacou Richard.

Como o curso foi institucional, com vagas oferecidas a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) pela SEAP/RJ, além da capacitação, foram oferecidos alojamento e alimentação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Testes Rápidos
Começa nesta amanhã a segunda fase do estudo Epicovid-19
Polêmica
Proposta de adiamento das eleições pode dar 10 anos de mandato a 14 prefeitos em MS
A unificação das eleições poderá manter 14 prefeitos, que encerrariam o mandato em dezembro, no cargo por mais dois anos
Covid-19
No epicentro da doença, indígenas já são 18% dos casos de Dourados
Economia
Saiba como conferir se o CPF foi usado em fraude no Auxilio Emergencial
Entrevista
TSE: Calendário eleitoral não muda e tudo segue normalmente
Imunização
Vacinação contra H1N1 é ampliada para público de todas as fases até 30 de junho
Gestão
Comitê planeja processo de retomada do desenvolvimento pós pandemia em MS
Na Assembleia
Governo quer prorrogar Refis de ICMS até 15 de julho
Melhoramentos
Ladário recebe investimento de R$ 3 milhões na rede de água e tem mais de 7 km da rede de esgoto ampliada
Corumbá
Moto recuperada no Cristo já estava na linha de desmonte

Mais Lidas

Corumbá
Cinco pessoas são presas com mais de 2 quilos de maconha
Corumbá
Mulher é surpreendida com rato preso no painel do carro
Aquidauana
Delegado investigado por furto de 101 quilos de cocaína em MS volta para prisão
Fogo
Incêndio destrói parte de locomotiva na região da Laginha