Matrículas - Sesi

Câmara de Corumbá antecipa votação e reelege Evander Vendramini como presidente

Por Sylma Lima27 OUT 2017 - 12h13min

Por oito votos a cinco, a vereador Evander Vendramini (PP) foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Corumbá para o biênio 2019/2020. A votação ocorreu na manhã desta sexta-feira, 27, no plenário da Casa de Barão de Vila Maria. Os votos de dois vereadores foram anulados, devido à forma em que as cédulas foram dobradas, contrariando as normas estabelecidas.

Eleitos para mesa diretora da Câmara entre os anos de 2019/2020. Foto: Sylma Lima 

Além de Evander, foram eleitos Tadeu Vieira (PDT) como primeiro vice-presidente, por oito a cinco; Gaúcho da Pró-Art (PP), segundo vice-presidente, por oito a cinco; Antônio Rufo Vinagre (PR), primeiro secretário, por oito a cinco, e Manoel Rodrigues Pereira Neto (PRB), segundo secretário, por sete a seis.

A disputa pela mesa, no pleito, ficou restrita à primeira secretaria que teve além de Rufo Vinagre, André Luiz Pereira Fernandes, o André da Farmácia (PTB), como candidato.

Evender se diz com a consciência de trabalho bem feito. Foto: Sylma Lima

Em entrevista ao Capital do Pantanal, o presidente reeleito, Evandre Vendramini, afirmou que a câmara é uma casa política e que “os vereadores terão um peso muito forte nas eleições de 2018 com o reestabelecimento dos mandatos estaduais e federais, pensando sempre no melhor para Corumbá”.

Evander Vendramini explicou que a antecipação da eleição, que deveria ocorrer em 2018, ocorreu devido às eleições para a Presidência da República, Senado e Câmara Federal, bem como para o Governo do Estado e Assembleia Legislativa.

Rufo disputou cargo com André da Farmácia. Foto: Sylma Lima

Eleito segundo vice-presidente, vereador Rufo Vinagre, disse que “toda disputa gera conflitos, fizemos uma boa gestão e por isso vencemos. A antecipação da eleição para mesa diretora foi em comum acordo”.

A Câmara é composta por 15 vereadores: Evander Vendramini, presidente; Gaúcho da Pró-Art, primeiro vice; Yussef Salla, segundo vice; Rufo Vinagre, primeiro secretário; Manoel Rodrigues, segundo secretário (atual mesa diretora); Tadeu Vieira; Luciano Costa; Baianinho; Bira; Dr. Domingos; Roberto Façanha; Gabriel Alves de Oliveira; Mohamad Abdallah; Chicão Vianna, e André da Farmácia. 

Vereador Gabriel deixou a câmara logo após a votoção. Foto: Sylma Lima

Durante a votação o vereador Gabriel Oliveira (PMDB) abriu um cartaz em protesto a antecipação da votação da eleição para a mesa diretora. Em entrevista ao Capital do Pantanal Gabriel disse que é cedo para  articulações de cunho eleitoreiro e que a cidade quer mais trabalho, " tenho olhado para a comunidade e buscado a atender os anseios populares. Já cobramos prestação de contas referentes a diárias e outas despesas que achamos desnecessárias de acordo com o Portal da Trnasparencia" . O presidente reeleito Evander Vendramini disse que a retaliação do colega é porque não conseguiu fazer uma chapa para concorrer à disputa, " infelizmente temos que lidar com esse tipo de situação, mas qualquer acusação que ofenda a nossa honra vamos acionar a justiça" .

 

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Estratégia

Fiscalização pode deixar passageiros da Siriema a pé

Transporte

Seriema não quebra monopólio e terá que atuar dentro da lei da fretagem

Alerta

Consumidor deve desconfiar de grandes descontos em Black Friday, diz Procon

Em pauta

Prefeito discute medidas para cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal

Evento

Interessados em participar das oficinas do VI Fegasa devem se inscrever até 28 de novembro

Internacional

América Latina joga 145 mil toneladas de lixo orgânico por dia em aterros

Política

Anthony Garotinho e Rosinha são presos no estado do Rio