As seis horas da manhã fieis iniciam homenagens à padroeira do Brasil em Corumbá

Por Sylma Lima12 OUT 2017 - 07h55min
Devoção que passa de pai para filho. Igreja São Bartolomeu lotada. Foto: Sylma Lima

Neste ano, os fiéis celebram o Jubileu de 300 anos da santa, Nossa Senhora Aparecida, que teve sua imagem encontrada no ano de 1717 por pescadores do Rio Paraíba do Sul. O Brasil decreta feriado nacional e o numero de devotos aumenta a cada ano, assim como as homenagens e o pagamento das promessas. Em Corumbá, cidade que faz divisa com a Bolívia , a devoção é grande e já as seis horas da manhã os fiéis começaram a soltar os fogos anunciando a missa nas catedrais. É um ritual sagrado. Cada um leva sua imagem e coloca no altar para ‘acompanhar’ a missa e ser ungida pelo padre. Há oração, louvores, peças de teatro relatando a trajetória da santa e mais que isso, o que contagia é a renovação da fé. As passeatas com as imagens saem logo após a missa e percorrem as ruas das comunidades onde estão situadas as igrejas.

Imagens da santana igreja São Bartolomeu. A maioria foi trazida da cidade de Apareida. Foto: Sylma Lima

Nesta manhã de 12 de Outubro a devota Sildia de Lima Souza, Geógrafa, moradora do bairro Guarany, parte alta da cidade, foi cedo para a missa cm toda a família, inclusive parentes que vem da capital para ajudar a servir um churrasco, com entrega de presentes e bolos para mais de duas mil crianças. Sildia dá continuidade à promessa da mãe Deonizia Galharte de Lima, que quase perdeu duas filhas adolescentes num acidente de carro, na BR 262, em 1971,  Uma das irmãs ficou em coma por 60 dias, hoje professora e mestre Sylvia de Lima Povoas, dá testemunho de um milagre, “ eu estava morta e naquela época Corumbá não tinha recursos para tratar um coma. Fui atendida pelas freiras e sessenta dias após o acidente eu voltei  do coma inexplicavelmente. Minha família já tinha vendido tudo para fazer promoções para me levar para outro Estado. Na época o apresentador Bolinha me mandou uma cadeira de rodas” , disse a professora hoje totalmente recuperada.

Família Lima há 46 anos praticando acaridade. Foto: Sylma Lima

Mas, a historia de fé e amor entre a santa e a dona de casa Deonizia Galharte de Lima, é muito antiga, porque as duas jovens que sofreram o acidente já haviam sidos batizadas na Igreja milagrosa em Aparecida do Norte. Segundo dona Deonizia ela daria uma festa para as famílias carentes enquanto vivesse se as filhas se recuperassem. Hoje dona Deonizia esta com 85 anos e não levanta. Doente e sem visão, a filha Sildia resolver continuar a promessa levando para o bairro onde ajudou a fundar, o  Guarani. A geografa lembra que começou a fazer a festa há 24 anos e nunca mais parou, “ meus filhos são devotos e minhas sobrinhas e filhos que vem de Campo Grande todo ano ajudar na distribuição da refeição e dos presentes para as crianças, e ninguém sai de mãos vazias. Para a maioria deles esta é a melhor refeição do dia e os presentes que damos, muitas vezes também é o único que a criança ganhou. Vivo numa comunidade muito carente onde toda ajuda é bem vinda” , disse Sildia explicando que apesar da grandeza da festa, faz tudo sozinha com os filhos, “ nunca pedimos ajuda para ninguém, porque eu entendo que se você fez a promessa, é você que tem pagar” .

Dona Deonízia e seu marido Sylvio de Lima e as duas filhas: Silmiria e Sylvia afilhadas de Nossa Senhora. As mesmas que sofreram o acidente e sobreviveram. Foto: Arquivo familiar

Hoje a missa em homenagem a Nossa Senhora começou às seis horas da manhã na igrejinha do bairro a São Bartolomeu e esteve lotada, como ocorre todos os anos. Dezenas de imagens foram ungidas e os devotos  voltam para a casa com a certeza do dever comprido.

A santa foi carregada num barquinho na  missa da Igreja São Bartolomeu. Foto: Sylma Lima

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Posse

Empossada nova diretoria do Sindicato Extrativista de Corumbá e Ladário

Incêndio

Dois registros dos bombeiros com desdobramento policial

Ressocialização

Detentas de Corumbá disputam Torneio Estadual de Xadrez na capital neste final de semana

Policial

PRF sentiu cheiro de coisa errada e prendeu 4 de uma vez

Prefeito Presente

Iunes ouve demandas e apresenta projetos para lideranças da parte alta

Plantão

‘Víbora do Pantanal’ aterrorizou no Dom Bosco

Honraria justa

Câmara homenageia personalidades por serviços prestados a Corumbá