Andorinha

Anatel mantém multa de R$ 50 milhões aplicada à operadora OI em MS

Por Agência Brasil11 AGO 2017 - 11h52min

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) confirmou, ontem (10) à noite, uma multa de R$ 50 milhões aplicada à filial da Brasil Telecom em Mato Grosso do Sul. Com cobranças indevidas, a prestadora, que agora pertence à concessionária Oi, afetou 53.356 clientes, número que equivalia a aproximadamente 15% do total atendido pela empresa. A Anatel também determinou o ressarcimento em dobro dos valores pagos indevidamente.

A penalidade já havia sido determinada em março de 2013 e foi fixada sob contestação de parte do conselho. Enquanto o presidente da Anatel, Juarez Quadros, defendia que a multa deveria ser de R$ 50 milhões, o conselheiro Igor de Freitas considerava “razoável” que fosse de R$ 564.886,46, correspondente ao dobro dos lucros obtidos com a prática.

Entre 20 de janeiro de 2004 e 23 de fevereiro de 2005, a Central de Atendimento da Anatel recebeu 317 queixas de clientes prejudicados. Sem solicitar os serviços, eles pagaram por pacotes como o de chamada em espera, caixa postal, identificação e bloqueio de ligações. Alguns dos clientes já haviam solicitado o cancelamento dos serviços, mas continuaram pagando por eles, sem conseguir ter o estorno das quantias.

Grupo Oi

Ontem (10), o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, reafirmou a jornalistas, no lançamento de um novo ciclo do programa Start-Up Brasil, a posição da Anatel de não interferir de forma definitiva no Grupo Oi, hoje em recuperação judicial. “O nosso trabalho tem sido de focar o apoio dentro de um critério ético, com limitações de poder Público, à Oi, para que ela possa superar seus problemas. Mas o governo tem limites e vai aguardar”, afirmou.

No início deste mês, a agência reguladora pediu que a Oi recomponha seu plano de recuperação judicial detalhado e ouviu as colocações de controladores da empresa sobre a estratégia formulada para quitar a dívida que hoje já totaliza R$ 63 bilhões.

A operadora de telefonia ainda não se manifestou sobre o assunto.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Economia

Emprego temporário de fim de ano é oportunidade de contrato definitivo

Economia

Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

Direito

Justiça concede custeio para tratamento de crianças com fissura labiopalatal

Código Florestal

Curso aborda usos de espécies do Pantanal e Cerrado para a recuperação ambiental

Emprego

Governo divulga lista dos selecionados para atuar no Instituto de Identificação

Destaque

Rede Estadual representa MS em quatro categorias do Prêmio Professores do Brasil

Presidência

Michel Temer visita Pantanal para participar do II Encontro Carta Caiman