Matrículas - Sesi

Amigos e familiares aguardam chegada do corpo de Ruiter no Corumbaense

Por Gesiane Medeiros01 NOV 2017 - 11h15min
Pessoas permanecem a espera do corpo de Ruiter em frente ao clube esportivo. Foto: Nelson Júnior

Eleitores, amigos e familiares do prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira já aguardam pela chegada do corpo, em frente ao Clube Corumbaense, na manhã desta quarta-feira, 1° de novembro. Todos querem o direito de dar o último adeus àquele que foi eleito por três vezes como chefe do executivo corumbaense.

Desde cedo, quando a assessoria de comunicação da prefeitura divulgou o local do velório, pessoas já se organizavam em frente ao clube esportivo, localizado na avenida General Rondon, onde trecho já está bloqueado pela Guarda Municipal e Polícia Militar. É esperado um grande número de pessoas no velório e sepultamento, que acontecerá no cemitério Santa Cruz, no centro, ainda sem horário definido.

Trecho correspondente ao Corumbaense já encontra-se bloqueado a espera do corpo de prefeito. Foto: Nelson Júnior

O deputado federal Vander Loubet (PT), amigo próximo de Ruiter confirmou estar a caminho para prestar homenagem e se despedir do prefeito.

Em rede social, o ex-prefeito Paulo Duarte, que foi concorrente de Ruiter na última eleição pela prefeitura municipal, porém amigo de uma vida e compadre de Ruiter Cunha, publicou mensagem expressando seu profundo sentimento em nome de Rafaela, filha de Ruiter e afilhada de Duarte. 

 

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Fuga

Interno não consegue entrar com celular e foge do semiaberto

Serviço

Testes na nova ETA de Ladário pode causar falta de água até sábado (25)

Otimismo

Aumenta vagas de emprego no comércio de MS

Comunicado

Prorrogada publicação dos classificados no processo seletivo da Fundtur

Educação

Governo finaliza compra de uniformes, kits e merenda escolar para 2018

Economia

Com R$ 1,6 bilhão de MS, volume contratado do FCO em 2017 já é recorde histórico no País

Conflito territorial

Fazenda Baía da Bugra em Porto Esperança é invadida por indígenas