Governo - Campanha HPV

Alunos do Sesi Dourados embarcam para Olimpíada Brasileira de Astronomia no RJ

Por Assessoria27 OUT 2017 - 10h50min
A olimpíada começa neste sábado, 28.Foto: Divulgação

Os alunos da Escola do Sesi de Dourados embarcaram, nesta sexta-feira (27/10), no Aeroporto Internacional de Campo Grande, para participar da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, que começa neste sábado (28/10) e vai até a próxima segunda-feira (30/10), em Barra do Parai (RJ). Sob a orientação do professor Wesley Sarati, que leciona a disciplina de Física, a equipe é formada pelos alunos Eduardo Goulart, Giovane Alencar, Pedro Henrique, ambos da 2ª série do Ensino Médio, e vai competir na categoria Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

Durante a Olimpíada Brasileira de Astronomia, os estudantes participarão de conferência e palestras voltados para a Astronomia e Astronáutica, conhecerão o planetário, apresentarão seus projetos dos foguetes, realizarão lançamentos e farão uma oficina de construção de foguetes com combustíveis sólidos. De acordo com a gerente de educação do Sesi, Simone Cruz, ver os alunos estimulados e avançando em competições nacionais reforça que a proposta educacional da instituição está no caminho certo.

“É uma experiência em que os alunos rompem os limites de sala de aula e preparam-se para a vida, colocando em prática os ensinamentos absorvidos durante as aulas. Então é um presente para nós termos esses alunos levando o nome da nossa escola e tendo essa experiência única, que envolve aprendizado educacional e pessoal”, afirmou Simone Cruz.

De acordo com a diretora da Escola do Sesi de Dourados, Sibele Aparecida de Almeida Garcia e Silva, o resultado positivo dos alunos é reflexo dos investimentos em educação feitos pela instituição. “Participar da etapa nacional da Olímpiada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é um ganho em conhecimento para os alunos que foram classificados e também para todos alunos que participaram dessa seleção. Acredito que isso ainda irá motivar os demais alunos que trabalham aqui”, destacou.

Para o professor Wesley Sarati, ver o esforço dos alunos sendo recompensado é algo gratificante. “É fantástico ver o envolvimento dos alunos, determinação para alcançar seus objetivos e diante das adversidades se manterem unidos e focados. Acredito que esse seja nosso papel, acreditar e estimular cada vez mais nossos alunos em seus sonhos e dar todo suporte, como a escola do Sesi faz ”, finalizou.

Com grandes expectativas, o aluno Giovane Alencar disse a equipe está treinando bastante para garantir um bom resultado. “Fizemos vários foguetes, estudamos as reações, realizamos vários lançamentos buscando melhorar a nossa marca (distância) para etapa nacional. Estamos ajustando os nossos foguetes e esperamos representar a nossa escola da melhor forma possível”, finalizou.

O aluno Pedro Henrique Silva Marco destacou o avanço da equipe durante o desenvolvimento dos foguetes. “O primeiro protótipo foi bem simples e depois, fomos estudando mais e conseguindo fazer foguetes melhores, o que nos motivou a aperfeiçoar cada vez mais. Estamos muito felizes por irmos para o Rio de Janeiro representar o Sesi de Dourados e de Mato Grosso do Sul e esperamos conseguir uma medalha”, disse.

Para o aluno Eduardo Goulart Franco, a experiência despertou seu interesse porque ele teve oportunidade de utilizar os conteúdos das aulas de física na prática. “Acho que isso é o mais legal da Escola do Sesi! Foi muito legal trabalhar em equipe e conseguir ser classificado para a Olimpíada Brasileira de Astronomia. Esperamos conseguir um bom resultado lá também e representar muito bem a nossa escola”, finalizou.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Policial

Policiais sentem cheiro de maconha e acham 2,5 toneladas em caminhão

Policial

Preso foi morto dentro da cela depois de briga por causa do volume da TV

Policial

Adolescente de 15 anos é sequestrada, ameaçada de morte e depois abandonada em estrada

Meio ambiente

Instituto alerta para chuvas intensas com possibilidade de granizo em MS

Esportes

Sete atletas representam MS no Brasileiro de Futebol de Mesa

Geral

Canadá legaliza maconha para uso recreativo

Meio ambiente

Estudo mostra que agrotóxicos ameaçam vida no Cerrado de MS