Matrículas - Sesi

Alta nos preços derruba em até 31,4% consumo de combustível

Por Correio do Estado14 NOV 2017 - 10h04min
Reajustes de combustíveis assustam consumidores, que tiveram de reduzir gastos com transporte.Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado

Mudanças na política de preços, alta tributária, retração do consumo e o desaquecimento econômico impactaram as vendas do setor de combustíveis em Mato Grosso do Sul neste ano.

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), as distribuidoras acumulam queda de 31,4% na comercialização do etanol, 6,3% de redução no volume de comercialização do óleo diesel e aumento de apenas 5,5% na gasolina vendida no Estado de janeiro a setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Em trajetória contrária, hoje a gasolina já pode ser encontrada pelo preço máximo de R$ 4,29 o litro em postos sul-mato-grossenses, conforme levantamento de preços fechado no dia 11 pela ANP.

Já o etanol está sendo vendido por até R$ 3,079 e o diesel, pelo valor máximo de R$ 3,790. 

De acordo com os dados da ANP, as vendas do biocombustível em MS somaram 61,194 milhões de litros de janeiro a setembro deste ano no Estado, o menor volume registrado neste período de comparação em 11 anos.

O mais baixo consumo havia sido registrado em 2006, somando 45,568 milhões de litros. 

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Fuga

Interno não consegue entrar com celular e foge do semiaberto

Serviço

Testes na nova ETA de Ladário pode causar falta de água até sábado (25)

Otimismo

Aumenta vagas de emprego no comércio de MS

Comunicado

Prorrogada publicação dos classificados no processo seletivo da Fundtur

Educação

Governo finaliza compra de uniformes, kits e merenda escolar para 2018

Economia

Com R$ 1,6 bilhão de MS, volume contratado do FCO em 2017 já é recorde histórico no País

Conflito territorial

Fazenda Baía da Bugra em Porto Esperança é invadida por indígenas