Andorinha 70 anos

Alta nos preços derruba em até 31,4% consumo de combustível

Por Correio do Estado14 NOV 2017 - 10h04min
Reajustes de combustíveis assustam consumidores, que tiveram de reduzir gastos com transporte.Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado

Mudanças na política de preços, alta tributária, retração do consumo e o desaquecimento econômico impactaram as vendas do setor de combustíveis em Mato Grosso do Sul neste ano.

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), as distribuidoras acumulam queda de 31,4% na comercialização do etanol, 6,3% de redução no volume de comercialização do óleo diesel e aumento de apenas 5,5% na gasolina vendida no Estado de janeiro a setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Em trajetória contrária, hoje a gasolina já pode ser encontrada pelo preço máximo de R$ 4,29 o litro em postos sul-mato-grossenses, conforme levantamento de preços fechado no dia 11 pela ANP.

Já o etanol está sendo vendido por até R$ 3,079 e o diesel, pelo valor máximo de R$ 3,790. 

De acordo com os dados da ANP, as vendas do biocombustível em MS somaram 61,194 milhões de litros de janeiro a setembro deste ano no Estado, o menor volume registrado neste período de comparação em 11 anos.

O mais baixo consumo havia sido registrado em 2006, somando 45,568 milhões de litros. 

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Policial

Polícia Civil estoura “boca de fumo” no Loteamento Pantanal

Tempo

Terça-feira de tempo aberto em MS

Serviços Precários

Na Câmara, vereador reforça ações contra empresas de telefonia e internet

Policial

Campo-grandense sumido há 14 dias é preso em SP com 70 kg de cocaína

Cotidiano

Para oficializar amor de pai e filha, Ronaldo adota Kelly após 40 anos

Concurso

Concursos têm quase 300 vagas abertas em MS e salários chegam a R$ 10 mil

Administração

Expediente na Prefeitura será diferenciado nos dias de jogos do Brasil