Menu
quarta, 24 de abril de 2019
Câmara - Valorize a Democracia
Andorinha - Viaje para Campo Grande com a Andorinha
Geral

70 pessoas são autuadas em R$ 710 mil por crimes contra a fauna e maus-tratos, tráfico, caça e criação ilegal

11 fevereiro 2019 - 13h30Sylma Lima

A Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605/1998) e o Decreto Federal nº 6.514/2008, que regulamenta a parte administrativa da Lei (multas) protege tanto a fauna silvestre como a exótica, doméstica e domesticada com relação aos maus-tratos.

Para proteger a fauna, a PMA realiza atividades sincronizadas. Previne e reprime o tráfico de animais silvestres, a manutenção em cativeiro ilegalmente, a caça ilegal e os maus-tratos à fauna silvestre, doméstica, domesticada e exótica e, principalmente, efetivando a prevenção, por meio da Educação Ambiental.

Além disso, protege a fauna nos perímetros urbanos, realizando capturas e orientando à população, trabalho este, que vem realizando há quase 32 anos, que não é de sua competência primária. Executa até que os órgãos técnicos que cuidam das questões administrativas ambientais assumam essa responsabilidade, pois, o animal aparecer nos centros urbanos não é crime e nem infração administrativa e o papel constitucional primário da PMA é a prevenção e a repressão aos crimes e infrações ambientais.

CAPTURA DE ANIMAIS EM 2018

No ano passado (2018), Policiais Militares Ambientais do Estado capturaram 1.393 animais silvestres nos perímetros urbanos. Uma diminuição de 20% com relação ao ano de 2017 (1.742). Isso dá uma média de 3,8 animais capturados diariamente. Os principais animais capturados são aves.

AUTUAÇÕES RELATIVAS À FAUNA EM 2018

Em 2018 foram autuadas 70 pessoas em R$ 710.000,00l por crimes contra a fauna, entre maus-tratos, tráfico, caça e criação ilegal, conforme descrições à seguir:

MAUS-TRATOS A ANIMAIS 2018

Com relação aos maus-tratos, no ano de 2018, foram 21 pessoas autuadas, número 72% inferior a 2017, quando foram autuadas 75 pessoas. Os valores de multas foram de R$ 485.000,00, número 69,60% menor do que no ano de 2017, que foram de R$ 1.595.700,00.

TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES 2018

No ano de 2018, foram oito (8) pessoas autuadas e apreendidos ao todo, 143 animais, sendo tudo ave. Desses, 98,60% foram papagaios, com 141 animais apreendidos. A quantidade foi 72,5% inferior a 2017, quando foram apreendidos ao todo, 521 animais, sendo tudo ave. Desses, 66,22% foram papagaios, com 345 animais apreendidos. A quantidade de filhotes de papagaios apreendidos em 2018 foi 59,13% inferior a 2017. Os valores de multas aplicados em 2018 foram de R$ 145.000,00, número 50% inferior ao ano de 2017, quando foram aplicados R$ 290.000,00 em multas.

CAÇA A ANIMAIS SILVESTRES 2018

Apesar de não ser preocupante, foram 30 pessoas autuadas por caça ilegal em 2018, número 14,2% inferior às autuações em 2017, quando foram 35 autuados. Foi aplicado um valor de R$ 51.460,00 em 2018 e R$ 116.000,00 em 2017. Os valores de multas foram 55,6% menores em 2018, com relação a 2017.

ANIMAIS SILVESTRES CRIADOS ILEGALMENTE EM CATIVEIRO

Com relação à criação ilegal de animais silvestres, no ano passado foram 11 pessoas autuadas, número inferior ao ano de 2017, quando foram autuadas 18 pessoas. Foram aplicadas multas que perfizeram o valor de R$ 29.000,00, número também inferior a 2017, em que o valor foi de R$ 51.500,00. Ressalta-se que esse número não envolve animais apreendidos pelo tráfico. Não havia comércio, mas somente a criação. Foram apreendidos 53 animais em 2018 e 91 em 2017, a maioria aves.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Capacitação
Senac MS lança programa de qualificação voltado para o comércio
Defesa do consumidor
Passageiros da Avianca, com voos cancelados, devem ser reembolsados
Policial
Homem é preso por furtar chinelo e desodorante em mercado
Policial
Assalto em dois Postos de combustíveis em Corumbá
Essa madrugada foi de intensa movimentação da Polícia Militar entretanto, não conseguiu localizar os assaltantes
Policial
PM prende dois foragidos da justiça nas últimas horas
Policial
Vendedora de ‘paradinha’ é presa com a ‘boca na botija’ pela PM
Alarme falso
Sobrecarga elétrica pode ter disparado alarme de incêndio no hospital da Cassems
Emergência Médica
Marinha socorre criança doente na região do Taquari
Devido a ‘baceiros’ no leito do rio a única maneira de deslocamentos é através de aeronaves
Oportunidade
IFMS abre 560 vagas para cursos técnicos a distância
Crime ambiental
PMA apreende redes de pesca e liberta peixes dos petrechos ilegais

Mais Lidas

Agrotóxicos
Conselho Estadual elabora plano para difusão do Manejo Integrado de Pragas em MS
Ranking
Na contramão da crise, MS fica entre os Estados com investimentos em 2019
Água e Esgoto
Câmara autoriza início das conversações para renovação de concessão com a Sanesul
Política
Após reunião com governo, caminhoneiros descartam paralisação