Proclamação da República

Por Artigos15 NOV 2017 - 10h02min

Hoje, 15 de novembro, o Brasil completa 128 anos de conquista da República. Essa é uma data importante para a história do nosso País, pois materializou o sonho acalentado do nosso povo: a implantação da República. 

A verdade é que o Brasil não cabia mais na camisa de força da monarquia. As novas relações econômicas e sociais que o País vivia estavam em profunda contradição com o modelo político liderado por Pedro II. Em todas as partes do País havia descontentamento com a monarquia.

Crescia, com muita vitalidade, no final do século XIX, a ideia de que a conquista da República poderia abrir um novo caminho que permitiria, ao Brasil, romper com todas as amarras que impediam o desenvolvimento das suas forças produtivas.

Nessa cruzada, então, se engajaram a Igreja Católica, os cafeicultores que trabalhavam com mão de obra livre, a maçonaria, os abolicionistas, os integrantes do partido Republicano, liderados por Benjamim Constante, bem como os militares do Exército e da Marinha, que, com a vitória sobre o Paraguai na - Guerra de 1864-1870- ganharam grande admiração popular.  

É nesse contexto que as ideias republicanas ganharam força no Brasil. Nada justificava que o País fosse o único Estado da América que adotava o regime monárquico como forma de governo.

Para lutar pela conquista da República foi organizada uma grande campanha cívica.  As ideias que alimentaram a independência também estavam estimulando os atores da política daquela quadra histórica a proclamar a República.

Assim, diferentemente do que se propagou historicamente, a conquista da República brasileira, evento realizado em 15 de novembro de 1889, cuja liderança ficou ao cargo do Exército nacional, dirigido pelo Marechal Deodoro da Fonseca, foi, sem sombra de dúvida, produto de muita luta do nosso povo.

Eu tenho muito carinho e respeito por essa data. Sei muito bem a importância desse evento para o Brasil. A República, mesmo com os problemas advindos de uma mudança brusca em que o novo conviveu, contraditoriamente, com o velho, por muito tempo, representou avanços importantes em todas as dimensões do País.

O processo de modernização econômica e social do País e  a conquista das liberdades democráticas, ou seja, o direito de a sociedade civil e  política traçarem seu caminho, por meio da democracia, devemos muito ao trabalho dos pioneiros, dos republicanos, que colocaram suas vidas a serviço da construção de um novo Brasil.

Hoje, passado mais de um século da conquista da Republica, devemos entender esse evento como um processo que está em constante construção, exigindo da sociedade do tempo presente o máximo de vigilância para que os ideais que nasceram em 1889 continuem vivos,  contribuindo, assim,  com o aprofundamento da democracia, o amor cívico ao Brasil, e a construção de um País mais justo e fraterno para todos. 

Artigo de autoria do senador Pedro Chaves

Deixe seu comentário

Leia Também

Uma posição contra o fumo

Bomba de hoje, aumento do gás.

Miséria moral

Proclamação da República

Mesmo preso Puccinelli continua forte

Desafio ao MP ou teoria da inutilidade do vice

Perdão, Rio Paraguai