Governo - Doação de Órgãos

Fim do pacto

Por Sylma Lima12 JUL 2018 - 10h42min

A intenção do ex prefeito (in memorian) Ruiter Cunha era que Corumbá conseguisse eleger um deputado estadual e até mesmo um federal. Para isso Ruiter se reuniu com os vereadores e sacramentaram o pacto em torno do nome do candidato que tivesse chance de ganhar o pleito, e assim não haveria divisão de votos.

Sem noção

Ocorre que depois do passamento do Ruiter o pacto virou fumaça. Além de Paulo Duarte MDB,  ex prefeito , mais quatro vereadores também decidiram lançar a candidatura. Uns , que foram eleitos graças a legenda, e outros que ganharam raspando, não tem um  mínimo de respeito por Corumbá, pois com a divisão de votos, acaba que não elegemos ninguém para deputado estadual. Tadeu Vieira do PDT é candidato, Evander Vendramini PP é candidato, Chicão Viana SD, Beatriz Cavassa (viúva de Ruiter)  e Machado ex suplente, atualmente vereador no lugar de Luciano Costa se lança a Federal. Temos também outro ex prefeito concorrendo a câmara federal que é o pediatra Eder Brambilla

Ponta de lança

O pior é quem tem gente que sabe que não vai ganhar, mas lança o nome só para prejudicar o colega que tem mais chance. Eita ... Não sei se é olho grande, egoísmo , ou vaidade.. Vamos pensar mais no coletivo...

Consciência

É hora da população pensar muito  bem antes de votar, pois corremos o risco, novamente de eleger ninguém. Eu não consigo compreender essa falta de noção do eleitorado local, porque até Miranda elege (Paulo Correia PR) e Aquidauana (Felipe Orro PSDB ) menos Corumbá.  Esta  mais que na hora de acabar com as vaidades pessoais  e pensar que quem perde é Corumbá. São milhões em emendas parlamentares que chegam a outros municípios regularmente, menos para nós, que continuamos a mendigar com pires na mão.

Já teve

Eu me recordo que Corumbá já elegeu Elíseo Curvo para deputado federal, e até o ex suplente do petista Bem Hur Ferreira,  o sindicalista Manoel Vitorio já ocupou uma cadeira na câmara federal. Somando os votos válidos de Corumbá e Ladário são 80 mil eleitores. Podemos sim eleger dois deputados estaduais e um federal. Mas, precisamos nos conscientizar que da politica depende o nosso salário, o preço do combustível e do feijão. Ficar dizendo que não gosta de política e  vai votar em branco não favorece ninguém, muito pelo contrário, prejudica Corumbá e Ladário. E fama do ‘já teve’ prevalece, pois já tivemos ferrovia, moinho, torrefação de café, transporte fluvial entre outras conquistas perdidas ao longo do tempo.

O Analfabeto Político

O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.

O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.(Bertolt Brecht)

Deixe seu comentário

Leia Também

Achismos da política

Muy amigos

Toque de debandar

Nos trâmites judiciais

Menor de 18 na balada

Onde está Deus?

Fim do pacto

Barrados na estrada