Achieve

De olho Aberto

Por Sylma Lima06 ABR 2017 - 09h12min

Candidatos: Até a eleição de 2018 ainda tem muita água para rolar. Será que teremos pelo menos um deputado estadual que represente Corumbá? Faz tempo que Corumbá não elege representante. É preciso. Tem vereadores bons de votos em Corumbá, mas só aqui não elege conforme já tentaram. É preciso então armar uma estratégia que o candidato tenha votos em outras regiões do Estado. O último que conseguiu foi o ex prefeito Paulo Duarte.

Festa da Farinha e outras festas: Promotores de várias cidades têm apitado na administração municipal. São recomendações das mais variadas. Seriam excessos dos promotores. Afinal quem dirige a cidade? Em Anastácio o promotor que acabar com a FESTA DA FARINHA. No começo do ano quiseram acabar com vários carnavais, e conseguiram. Cadê o pessoal da cultura pra esquentar o debate. E a FESTA DA LINGUIÇA de Maracaju será que vai rolar? E a festa do LEITÃO DO ROLETE de São Gabriel do Oeste? Festas Religiosas têm muitas pelo Estado. Bom, espero que não acabem com o nosso CARNAVAL DE CORUMBÁ ano que vem. Aí não né!

Na Capital. Buracos no asfalto, saúde aos pedaços com prefeito Marcos Trad brigando com Santa Casa e Médicos, e aliados pedindo cargos e cargos e cargos e cargos. Tá fácil não.

E o Bernal? Sem mandato, o ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal posta no facebook ações de quando era prefeito. Postou também frase enigmática. Seria uma indireta para quem?. Diz Bernal no face no dia 03/04/2017: “Bom dia. A gratidão enriquece a vida e abre as portas do coração” As conversas é que ele sai candidato a alguma coisa. Pra que será?

Processos criminais e candidaturas. Tem gente fazendo campanha e rodando o Estado. Mas dizem que tem muito pré-candidato de olho mesmo é nos processos criminais que estão rolando e outros que virão. Daí o político pretenso candidato tá com medo de dizer ficar só com aquela música do Raça Negra “Sozinho”....”Eu vou seguir o meu caminho, o sonho acabou”.

Diárias. Ano passado várias promotorias de várias cidades do interior bateram pesado com valores de diárias de vereadores. Sei não. Melhor largar mão e viajar menos. Né!

Parentada. Ministério Público parece que anda lendo o diário oficial do município todo dia. É só nomear um parente que vem logo uma notificação para exonerar por conta da súmula vinculante do STF do nepotismo. A de número 13. Que chato não poder nomear um parente, nem mesmo um cunhado ou sogra. No Rio de Janeiro o prefeito Crivella ( PRB) quis nomear o filho Marcelo Hodge Crivella para o cargo de secretário-chefe da Casa Civil da prefeitura, e foi impedido pelo STF. Aliás, o STF tem decidido que não pode nomear parentes e afins arrolados na súmula nem para cargo político. Não pode, não pode.

Súmula Vinculante 13

“A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal”.

Deixe seu comentário

Leia Também

Investimentos

Jiló

O que mudou?

De olho Aberto

Na mira da justiça

Espírito de porco

500 mil buracos