Andorinha - Novos ônibus -Campanha 2

Corrupção em Ladário é lenda

Por Sylma Lima11 MAI 2018 - 15h15min

Denuncias de corrupção na Pérola do Pantanal foram divulgadas pelo Capital do Pantanal logo que os vereadores decidiram fazer uma frente contra a administração por nepotismo, fraudes, licitação com cartas marcadas e bem pior, empresas contratadas no ‘afogadilho’, sem certame e sem registro de CNPJ no Portal da Transparência de Ladário.

Se ficar o bicho come

A cada dia a situação foi se tornando mais grave na medida em que funcionários eram demitidos sem justa causa ou tinha seus salários muito abaixo da media. Daí explodiu o estopim. Ninguém era mais amigo de ninguém e os prints de conversas por watts App entregou o alto escalão da prefeitura ladarense. Este jornal recebeu copia de depósitos de empresa (pessoa jurídica) na conta pessoa física de uma secretaria. Na conversa ela dizia que estava tudo bem, pois, havia comprado um desembargador. O funcionário demitido estava com medo , mas ainda assim disse em sua conversa: “ Vou ensinar essa mulher fajuta como se administra uma máfia e não da sua maneira amadora” , diz uma parte da conversa com a tal secretaria e ainda disse, “ usei minha boa fé, usei meus braços, minha cara pedindo ajuda para conseguir  ‘laranja’ para ela” .

Viralizou

Provavelmente todos os prints devem estar no Ministério Público que já investiga três denuncias de fraude em licitação, desvio de recurso público e contratação irregular. Mas, a coisa não para por ai: Há vários casos da mesma pessoa responder por duas pastas distintas. O caso da destruição da escola João Batista, que ate hoje não teve uma melhoria para o retorno dos alunos e desafogamento da escola Gabriel Vandoni de Barros em Cprumbá. E pior: O sucateamento da frota de ônibus da educação, o que levou o atual secretario a fazer um contrato de três meses com uma empresa (não sabida) pelo valor de R$ 500 mil.

Na surdina

Acha pouco. Espera que tem mais: Uma empresa de sonorização foi contratada por R$ 1,5 milhões pelo período de doze meses para fazer festas em Ladário. O povo, dizem, quer saúde, educação, infraestrutura e dignidade. Quer também os bancos, históricos, que foram retirados da praça com a desculpa que estariam velhos, o que foi negado pelo povo. É meus amigos , pelo andar da carruagem a pipoca em Ladário esta pulando. Sem contar com a farra das diárias em viagens para ‘cursos’ e ‘seminários’, cujos diplomas de participações nunca foram a público.

Ponta do iceberg

E para encerrar esse enredo, digno de novela Global, a assessora do prefeito, que não é de Corumbá, nem de Ladário, exerce tanta influencia no executivo que gastou muito mais com diárias que o próprio prefeito. Dizem os mais velhos que o motivo do barco estar afundando seria a arrogância e falta de humildade do chefe do executivo ladarense que buscou ‘estar’ prefeito durante toda vida.

Legislação

Crimes de corrupção no pais tem sido levado a serio , a tal ponto que até mesmo o ex presidente mais populista da historia está preso. Juristas afirmam se tratar de crime hedondo.

Deixe seu comentário

Leia Também

Desaparecido

Diploma falso

Achismos da política

Muy amigos

Toque de debandar

Nos trâmites judiciais

Menor de 18 na balada

Onde está Deus?